PUBLICIDADE
Topo

Blog do Juca Kfouri

Não é hora de perder pênaltis

só para assinantes

Juca Kfouri

29/06/2022 07h00

Hulk perdeu um pênalti no Equador e o Atlético Mineiro só empatou 1 a 1 com o Emelec.

Roger Guedes perdeu um pênalti em Itaquera e o Corinthians ficou no 0 a 0 com o Boca Juniors.

Hulk tem crédito e o jogo de volta no Mineirão deve classificar o Galo para as quartas de final da Libertadores.

Roger Guedes não tem crédito e o jogo de volta na Bombonera deve classificar o Boca Juniors.

Dizia o filósofo do futebol Neném Prancha, que pênalti é coisa tão importante que deveria ser batido pelo presidente do clube, mas quando lhe perguntaram o que queria dizer com isso, ele explicava que na verdade o pênalti é tão fácil que até o presidente pode bater.

Os atacantes Hulk e Roger Guedes não concordariam com ele.

Vitória mesmo, embora apertada, teve o Athletico Paranaense, 2 a 1 no Libertad o que permitirá jogar por empate em Assunção. Mais uma vez brilhou o menino Vitor Roque, autor do primeiro gol.

Hoje quem vai jogar em Assunção é o bicampeão continental Palmeiras, contra o Cerro Portenho, às 19h15.

O Palmeiras vai jogar com o time completo, é favorito e se encontrará com Arce, técnico do Cerro e ex-lateral direito do alviverde.

Às 21h30, em Ibagué, na Colômbia, o Flamengo desfalcado de um montão de jogadores entre suspensões, lesões e surto de covid, pega o Tolima, que costuma ganhar de times brasileiros.

Mas o rubro-negro terá o goleiro Santos e o tridente Everton Ribeiro, Dom Arrascaeta e Gabigol. O empate não será desprezível.

Comentário para o Jornal da CBN desta quarta-feira, 29 de junho de 2022.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/jucakfouri/

Blog do Juca Kfouri