PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

O Grêmio não deveria mesmo ter jogado com o Flamengo

Conteúdo exclusivo para assinantes

Juca Kfouri

15/09/2021 23h23

Kannemann faz pênalti não marcado em Gabigol

Com times mistos, Flamengo e Grêmio fizeram jogo muito mais quente do que se esperava, dada a vantagem carioca de quatro gols.

A torcida de volta ao Maracanã viu lances viris como se ainda houvesse alguma coisa em disputa, talvez preparação para o jogo de domingo, pelo Brasileirão.

Sob arbitragem patética de um assoprador de apito que mais parecia animador de picadeiro, o primeiro tempo foi ruim, com um lance digno de nota, quando Michael tirou Rafinha para dançar e Kannemann evitou o gol rubro-negro.

Logo no começo do segundo Kannemann fez pênalti em Gabigol e ninguém da arbitragem viu, com VAR-CBF e tudo.

Nervoso, Gabigol bateu boca com Felipão, talvez por estar contrariado porque já soubesse que daria lugar a Pedro e entre brigar com Renato Gaúcho tenha feito a escolha certa.

Para frustração da Nação, Pedro ia fazendo um golaço de bicicleta, mas a bola saiu, porque desviada pela mão de Rodrigues.

O VAR-CBF, enfim, chamou o assoprador e o pênalti foi marcado para o mesmo Pedro bater e fazer 1 a 0, aos 33 minutos.

Os gremistas não se conformaram e devem ter se arrependido de terem ameaçado não jogar sem cumprir a bravata.

Daí virou festa.

E Pedro pegou o rebote de bola chutada na trave por Everton Ribeiro e fez 2 a 0.

Um minuto antes quem havia atingido a trave foi Michael.

Flamengo e Athletico farão uma das semifinais.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri