PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Dia de sustos olímpicos

Conteúdo exclusivo para assinantes

Juca Kfouri

27/07/2021 12h32

A madrugada foi excelente, com o ouro no surf de Ítalo Ferreira, um atleta na dele, generoso, capaz de chamar para perto de si os medalhistas de prata e bronze no momento em que se fez uma foto aparentemente inesperada.

Mas a manhã foi mais sofrida que o esperado, tanto no futebol quanto no vôlei femininos.

Com a bola nos pés a seleção brasileira ficou em modesto 1 a 0 sobre a Zâmbia, que jogou com dez a maior parte do jogo e sofreu apenas um gol de falta, cobrada por Andressa Alves, no exato momento em que a goleira titular tinha sido substituída e a zagueira expulsa, aos 18 minutos.

Verdade que a seleção padeceu pela falta de entrosamento devido à entrada de seis jogadoras que não são titulares.

Talvez para não correr o risco de ficar em primeiro lugar e ter os Estados Unidos pela frente nas quartas de final. O adversário será a menos difícil equipe do Canadá.

Com a bola nas mãos o time de Zé Roberto Guimarães precisou de surpreendentes cinco sets para derrotar a República Dominicana, depois de perder o primeiro e o quarto sets, o que não estava no programa: (22/25, 25/17, 25/13, 23/25 e 15/12).

Você que não é terraplanista há de estranhar referências à madrugada e manhã, porque na verdade os fatos aqui descritos se deram no fim da tarde e na noite japonesas.

Mas é que tem gente perguntando por que o Japão cismou de fazer uma Olimpíada de madrugada.

Melhor não responder.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri