PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Ameaças fardadas: onde há fumaça, há fogo

Juca Kfouri

22/07/2021 13h01

A máxima do título desta nota, "onde há fumaça, há fogo", acabou ampliada pelo fofoqueiro da TV, Nelson Rubens: "Eu aumento, mas não invento".

A notícia do jornal "O Estado de S.Paulo" dando conta de que o ministro da Defesa condiciona a aprovação do voto impresso para haver eleição em 2022 é preocupante diante do que, há tempos, diz o presidente da República.

O inverossímil na informação é a frase do deputado Arthur Lira, presidente da Câmara, como relata o jornal: "O presidente da Câmara disse ao chefe do Executivo que não contasse com ele para qualquer ato de ruptura institucional. Líder do Centrão, bloco que dá sustentação ao governo no Congresso, Lira assegurou que iria com Bolsonaro até o fim, com ou sem crise política, mesmo se fosse para perder a eleição, mas não admitiria golpe".

Ora, jamais Lira irá com quer que seja sob o risco de perder eleição e nem é homem de não admitir golpe se for para favorecê-lo, porque em ambas as hipóteses tais atitudes requerem espírito democrático, algo que não faz parte de seu jeito de ser.

Lira e seus liderados querem que tudo se exploda, adeptos que são do político Justo Veríssimo, criado por Chico Anysio, se for para beneficiá-lo.

De resto, o desmentido do general Braga Netto é apenas mais um para imputar à imprensa os balões de ensaio que os bolsominions criam para instalar clima instável e deixar a bomba no ar sem assumi-la.

É óbvio que essa gente desqualificada quer fazer no Brasil o que Donald Trump tentou nos Estados Unidos e deu com os burros n'água.

Conseguir é que são elas.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri