PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Bragantino manda no Maracanã!

Juca Kfouri

19/06/2021 22h55

Flamengo e Bragantino cumpriram, mesmo muito desfalcados, com o que deles se esperava e fizeram belíssimo jogo no Maracanã.

Nem Gabigol e nem Claudinho estavam em campo, imagine se estivessem.

Para ajudar, Aderlan fez um golaço de calcanhar em cobrança de escanteio, embora sem querer, como ele confessou.

E Muniz, para variar, corrigiu chute errado de Michael para empatar, além de boas defesas dos dois goleiros.

Como era pedra cantada que o Flamengo não se conformaria com o empate, o segundo tempo tinha tudo para ser tão bom como, porque, atrevido, o Bragantino não se limitaria a manter o empate.

Diga-se de passagem que o gramado do Maracanã não ajudava o desempenho dos artistas.

Assim mesmo, aos 18 minutos, Matheusinho cruzou na área e Rodrigo Muniz coroou o show com um golaço de bicicleta, como se dissesse que Gabigol e Pedro não são necessários. Uma maravilha!

Do lado do Bragantino, a lista de desfalques era enorme: Claudinho, poupado, Luan Cândido, Gabriel Novaes, Weverton e Bruno Tubarão, machucados, Hurtado, com a seleção venezuelana na Cova América, e Alerrandro, com Covid.

Não demorou e Ramirez, aproveitando desvio de Gerson, cabeceou para o gol: 2 a 2, aos 24'. Que jogo!

Ao Flamengo faltavam Pedro, Thiago Maia, De Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabigol e Isla. E foi à luta.

O jogo não era bom, era muito bom.

Matheusinho jogava uma barbaridade e o Braga, claramente, passou a jogar por uma bola, pressionado pelo torniquete rubro-negro.

Aos 44', na pequena área, de cabeça, Bruno Henrique jogou o 3 a 2 por cima, mas o jogo iria até 50'.

Para azar do Flamengo, foi até os 52', e Chrigor, em contra-ataque, fez ele o 3 a 2.

A tal da uma bola…

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri