PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Flamengo ganha dos 13 de Quito

Juca Kfouri

04/05/2021 23h21

Até o Flamengo se surpreendeu com a facilidade que a LDU ofereceu na altitude de Quito.

Tinha tanto espaço para o meio de campo criar que logo aos 2 minutos Everton Ribeiro achou Gabigol para fazer 1 a 0 antes de suar.

Os equatorianos viam o bicampeão brasileiro jogar e criar e até perder gols, como em contra-ataque que Bruno Henrique desperdiçou ao

permitir que o goleiro evitasse o passe para Gabigol fazer 2 a 0.

Menos mal que, em seguida, o mesmo Bruno Henrique fez um golaço de fora da área.

Será que os equatorianos apostavam que a altitude mataria o Flamengo no segundo tempo e por isso deram tanta liberdade aos rubro-negros?

Além disso, a LDU voltou com três mudanças.

O Flamengo trocou de goleiro, entrou Hugo no lugar de Diego Alves, com problema na coxa.

E logo de cara a LDU diminuiu, para avisar que a facilidade tinha acabado, com Borja, tão apagado na Gávea, mas que brilha na LDU.

A partir daí, embora Arrascaeta tenha perdido a chance clara de fazer 3 a 1, só deu LDU em busca do empate que rondava o gol brasileiro.

João Gomes saiu, Hugo Moura entrou, aos 58'.

Mas o 2 a 2 também saiu aos 60', em cobrança de escanteio e desvio de Amarilla.

Pintava a virada porque sim, o Flamengo estava mortinho da Silva.

Rogério Ceni a tudo via, imóvel, até porque, aos poucos, o Flamengo reequilibrava as coisas.

Finalmente, aos 77', Vitinho e Gustavo Henrique entraram nos lugares de Everton Ribeiro e Bruno Viana.

Daí, aos 81', sem necessidade e sem querer, eis que Corozo derrubou Arrascaeta na área e o pênalti foi marcado.

Gabigol bateu e botou o Flamengo outra vez na frente, com extrema categoria: 3 a 2.

Vitória das mais valorosas, contra os 11 da LDU e mais dois chamados altitude.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri