PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Corinthians, e muita água, passam pela Ponte

Juca Kfouri

07/03/2021 12h51

O Corinthians havia disputado dois jogos no Paulistinha contra dois times de Série A, Bragantino, fora, e Palmeiras, em casa, é obtido dois bons empates contra times que lhe são superiores.

Hoje recebeu a Ponte Preta, sétima colocada na Série B passada e venceu por 2 a 1.

Saiu atrás com belo gol irregular de João Veras, aos 29 minutos, com carga nas costas de Jemerson, e na única jogada que fez ainda no primeiro tempo, Mateus Vital completou triangulação e empatou no fim, também em gol bonito.

O segundo tempo começou embaixo de tempestade, com as águas de março dando sua graça e com Jô no lugar do estreante Antony, que veio do Joinville.

Casagrande comentava irritado com o desempenho corintiano na TV, mas o torcedor não deve esperar muito mais que isso do time porque o clube não pode ter nada melhor, endividado como está.

É botar a garotada em campo e esperar pelos resultados, até porque o time é fruto de erros graves de contratações como as de Cantillo, que fazia sentido, e de Luan, que não fazia nenhum, além de Otero, Cazares et caterva, jogadas de empresários cúmplices dos cartolas que há anos assolam o Parque São Jorge.

Se com o gramado em boas condições o primeiro tempo foi ruim, o segundo, com poças, quase inexistiu, emoções causadas apenas por chutes esporádicos de Otero e por pênalti em Vital, o melhor em campo, convertido por Jô, aos 32 minutos, em rebote do goleiro Luan: 2 a 1.

Aos 40', Cantillo, não satisfeito em jogar bulhufas, foi expulso.

Luan foi embora para Araos jogar e resta saber por quanto tempo Vagner Mancini terá paciência e insistência com ele.

Para sorte do Corinthians, a Ponte, com Moisés, ainda acertou a trave do jovem goleiro Donelli.

Como contra o Palmeiras, a chuva foi o 12º jogador corintiano.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri