PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

A terceira triste queda do Botafogo

Conteúdo exclusivo para assinantes

Juca Kfouri

05/02/2021 21h56

Aos 23'33'' de jogo no Engenhão, Maidana bateu pênalti inexistente, acusado pelo VAR, e fez Botafogo 0, Sport 1.

Estava decretado o terceiro rebaixamento do Botafogo, depois dos de 2002 e 2014.

Para quem cresceu botafoguense no Rio por causa de Mané Garrincha, Didi e Nilton Santos, difícil dizer que sentimento prepondera, se o de tristeza ou o de raiva.

O pior é não ter perspectiva, é não ver luz no fim do túnel, é ver um clube de 117 anose tantas glórias definhar, como se não tivesse solução.

Honda? Abandonou o barco furado, até porque foi enganado.

Kalou? Estava na reserva e entrou no fim do jogo.

O gênio que os trouxe? Certamente não estava no Engenhão.

Desnecessário dizer que o Sport não tem nada a ver com isso e que os três pontos o colocavam em 14º lugar, dois pontos acima do Bahia, o primeiro dos últimos, e deixavam Fortaleza e Vasco para trás.

O Sport luta para evitar o sexto rebaixamento, depois de cair em 1989, 2001, 2009, 2012 e 2018.

Como daquelas coisas que só acontecem com o Botafogo, no banco pernambucano estava Jair Ventura Filho, talvez pela primeira vez sem a torcida do pai, Jairzinho, da geração que sucedeu a de Mané Garrincha no Glorioso.

Diga-se que com um trabalho lamentável, porque o Sport levou um sufoco da garotada botafoguense de dar vergonha, de maneira a justificar o empate e até uma virada.

Mas cadê frieza na hora de fazer o gol?

No Rio de Janeiro dos Cabrais e Crivellas só falta o Vasco também cair.

Daí até o Cristo Redentor descerá do Corcovado.

Chovia no Engenhão. Como se o céu fosse alvinegro.

Acabou o brilho da Estrela Solitária.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri