PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

A estranha história da venda dos direitos das eliminatórias sul-americanas

Juca Kfouri

27/01/2021 16h20

"Jabuti não sobe em árvore. Ou foi enchente ou foi mão de gente", diz a velha máxima da política nacional.

"Jabuti não sobe em árvore. Ou foi enchente ou foi mão de gente", diz a velha máxima da política nacional.

E é o que mais se ouve desde ontem no surpreso mercado das transmissões esportivas da TV brasileira.

Como uma empresa absolutamente irrelevante sob todos os aspectos, e endividada, adquire os direitos de jogos das eliminatórias sul-americanas que a gigantesca Globo rejeitou por considerar exorbitantes?

Haverá alguém por trás para respaldar a aventura que certamente desagradará os patrocinadores da Conmebol pela exposição pífia da tal emissora que aparece como compradora?

Ou alguém está simplesmente botando o jabuti na árvore para avaliar as reações, ainda mais quando se sabe que a Mediapro, a revendedora dos direitos, só levará a negociação adiante se com garantias bancárias?

Será coincidência que ex-funcionários da depauperada Fox, o número 1 e o 2, o primeiro hoje na TV CBF, apareçam citados no noticiário, como revela o repórter do UOL, Rodrigo Mattos?

Sempre é possível, e aí está o caso da Traffic desmontado pelo Fifagate para comprovar, que haja gente poderosa por trás, que usa de suas relações para plantar verde e colher maduro.

No caso, ninguém desconhece o interesse do governo federal para enfraquecer a Globo.

A CBF recentemente se envolveu numa megalomaníaca negociação dos direitos internacionais de seu campeonato que não deu em nada, além de muita dor de cabeça.

Chegou a vez da Conmebol repetir velhos vícios?

Será que as inúmeras prisões da cartolagem mundial não ensinaram nada?

Aguarde o desenrolar de novos capítulos.

Mas já se sabe que o mocinho morre no fim.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri