PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

He-Man, para o Timão!

Juca Kfouri

07/12/2020 21h54

Corintiano que viveu os 23 anos de jejum de títulos, e amargou o rebaixamento em 2007, mordido de cobra, tem medo de linguiça.

Por isso, em regra, é pessimista.

E acompanha o Covidão-20 torcendo contra os times que podem ultrapassar o Corinthians na parte debaixo da tábua de classificação.

Daí ter dedicado a noite desta segunda-feira a sofrer com Atlético Goianiense x Goiás.

Em último lugar, o Esmeraldino chegaria a apenas 19 pontos, 11 a menos que o Timão, sem incomodá-lo.

Já o Atlético iria a 31 e deixaria o Alvinegro para trás, em 12º lugar.

Daí a Fiel ter comemorado o gol de Rafael Moura, o He-Man, aos 25 minutos de jogo, como se fosse um dos 16 que ele fez em 2006 quando vestiu a camisa corintiana por 50 vezes.

E que gol! Aos 37 anos, ele começou a jogada pela esquerda e já estava na pequena área para aproveitar a bobeada da defesa e mandar a bola para o fundo da rede.

E o primeiro tempo terminou assim, 1 a 0.

O empate já seria bom resultado. Para o Corinthians…

Com 19 pontos, faltando 14 jogos, o Goiás terá de fazer mais 24 pontos para evitar a queda, o equivalente a ganhar oito dos jogos que lhe faltam. Difícil, quase impossível. Mas, enfim, não está morto quem luta.

O segundo tempo foi um sufoco.

O Dragão, em casa, no seu novo e simpático estádio para 12 mil torcedores, na pressão. E o Esmeraldino apostando no goleiro Tadeu e nos contra-ataques, mais no primeiro que nos segundos.

Tadeu dava conta do recado, os contra-ataques nem por isso.

E tome bola na trave do Goiás aos 43'.

O Corinthians se deu bem na rodada.

Empatou fora de casa com o Fortaleza e de todos os times que poderiam ultrapassá-lo só o Ceará conseguiu. Se não conseguisse ao vencer, como venceu, ou empatar com o Bahia, o Bahia conseguiria.

Já o Athletico Paranaense, que também poderia deixá-lo para trás, perdeu, assim como o Atlético Goianiense, enquanto o Bragantino empatou com o Coritiba.

E nem Sport nem Vasco diminuíram a diferença, derrotados que foram.

Tudo conspira para as quedas do Coritiba, Botafogo e Goiás.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri