PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Grêmio confirma favoritismo diante do Guaraní

Juca Kfouri

26/11/2020 23h20

O Grêmio poderia ter ido para o intervalo em Assunção na frente do Guaraní paraguaio.

Não fez nenhum gol porque, uma vez, Luiz Fernando chegou meio segundo atrasado para completar o passe de Pepê.

E outras vezes, pelo menos três, porque errou o último passe ou porque seus atacante tomaram a decisão errada.

Os donos da casa não puseram a goleira gaúcha em risco nenhuma vez e davam espaço para os tricolores jogarem.

Renato Portaluppi, com a camisa número 10 da Argentina de Maradona, teria de pedir mais capricho e concentração para seus comandados voltarem para Porto Alegre com os três pontos.

Logo no primeiro minuto deram sinal de que voltaram mais decididos, porque Luiz Fernando acertou a trave paraguaia de cabeça.

Mas também Vanderlei teve de trabalhar, aos 55', e como!

Fez milagre, à queima-roupa, na pequena área.

A resposta veio em segundo.

David Braz fez lançamento de 40 metros para Pepê ir ao fundo e entregar para Jean Pyerre bater da entrada da área e fazer 1 a 0.

O jogo morno do primeiro tempo acabou.

Injuriados os guaranis foram à frente em busca de eliminar a desvantagem.

E tome trabalho para Vanderlei.

No entanto, sobravam espaços para o Grêmio contra-atacar e, assim, Jean Pyerre deu de bandeja o 2 a 0 para Luiz Fernando que chutou miseravelmente em cima do goleiro, aos 64'.

Diego Souza deu lugar a Churín. Em seguida saíram Jean Pyerre, Matheus Henrique e Luiz Fernando para as entradas de Cesar Pinares, Lucas Silva e Everton. O Grêmio já poupava, temerariamente.

Vai ter confiança assim lá no Paraguai!

Tanta que Pepê que se aproveitou de passe de Churín para fazer 2 a 0 depois de ligação direta de Vanderlei, aos 86'.

O Imortal pavimentou a classificação para pegar o Santos ou a LDU nas quartas de final da Covidadores-2020.

Pinta o duelo entre Renato e Cuca, autor do gol do título da Copa do Brasil, contra o Sport, em 1989, 2 a 1, no velho estádio Olímpico, com 63 mil torcedores.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri