PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Flu surpreende até seu torcedor

Juca Kfouri

25/10/2020 17h53

O Fluminense vai se revelando uma boa surpresa no Covidão-10.

Enfrentou o Santos completo de igual para igual a jogou melhor durante quase toda a etapa inicial.

Depois de exigir boas defesas de João Paulo e evitar que o Santos finalizasse uma vez sequer, aos 28 minutos, Luccas Claro se antecipou à zaga e abriu o placar depois de toque de cabeça de Fred: 1 a 0.

O Santos teve de reagir e conseguiu o empate em cruzamento de Madson que Marinho aproveitou para empatar, aos 35', com a esperteza que o carateriza.

O artilheiro homenageou os 80 anos de Pelé ao esmurrar o ar como Ele fazia.

Nenê sentiu lesão e, antes do intervalo teve de sair, foi trocado por Marcos Paulo.

Para o segundo tempo Cuca preferiu sacar Laércio e botar Arthur Gomes, com o que abandonou o esquema com três zagueiros.

Odair Hellmann manteve seu time na pressão e o Santos tinha dificuldade para encontrar seu jogo no Maracanã.

Não demorou para o Flu recuperar a vantagem em lance até parecido com o do 1 a 0 da cabeça de Julião para a de Nino: 2 a 1, aos 10'.

A zaga tricolor punha o Flu na frente com dois gols.

O Santos teve de acordar de novo, mas o Flu seguiu melhor.

Cuca sacou Lucas Braga e Jobson e pôs Alison e Ângelo, menino de apenas 15 anos, isso mesmo, 15 anos!

Hellmann respondeu com Ganso no lugar de Caio Paulista.

O jogo ficou ríspido, com farta distribuição de cartões amarelos e havia tempo que o Santos não se mostrava tão sem poder de fogo, apesar das presenças de Soteldo e Marinho.

Alison se machucou, ficou 19 minutos no gramado, e Marcos Leonardo entrou.

O Flu entrava no G4 na penúltima rodada do primeiro turno, algo que nem o mais otimista dos tricolores imaginava.

E Fred perdeu o terceiro gol de maneira incrível, tão incrível como a defesa de João Paulo, aos 37'.

Em seguida Soteldo empatou e o VAR, depois de muito suspense, anulou por falta de Hugo Gomes.

Fred não dormiria se o gol valesse.

E Marcos Paulo, em jogada de Ganso, fez o que Fred não conseguiu, o 3 a 1 que matou o jogo e espelhou melhor o andamento da partida.

O Fluminense em estado de graça.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri