PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Nota de repúdio à contratação de Eric Romano como CEO da CBRu

Juca Kfouri

22/09/2020 20h55

Nós, equipes signatárias deste documento, tornamos pública nossa insatisfação e repúdio acerca da movimentação de contratação de CEO na Confederação Brasileira de Rugby ocorridas no dia de hoje.

Apesar da renúncia de Eric Romano ao cargo, movimento pessoal e não institucional, mantemos nosso posicionamento sobre a necessidade de reavaliação de processos e critérios de contratação, garantindo que um cargo tão efetivo e importante, dentre outros, seja ocupado por alguém que represente toda a população rugbier, e esteja alinhado com todos os pilares do esporte: integridade, respeito, solidariedade, paixão e disciplina.
Individual e coletivamente trabalhamos para construir não só uma imagem positiva para o esporte no país, mas mudanças estruturais que garantam a democratização do rugby, considerando as interseccionalidades, e repudiando quaisquer discriminações de caráter LGBTfóbica, racista, machista, classista, etc. tornando-o mais acessível e seguro para todas, todos e todes.

Exigimos respeito dentro e fora dos campos.

Dada a gravidade da situação e a importância, não só do cargo de CEO, como também o papel da Confederação para o esporte, é necessária uma mudança interna e aplicação efetiva de todos os valores que o esporte defende.

Em uma sociedade de composição cada vez mais diversa, faz-se necessária uma administração que considere muito mais do que "vasta experiência profissional" como critério.

Desta forma, reiteramos o papel e a responsabilidade da Confederação Brasileira de Rugby acerca não só de suas contratações, mas todas atividades, materiais e políticas internas e externas.

Em caráter propositivo, nos colocamos à disposição para que possamos juntos construir um ambiente de rugby que seja fiel aos seus pilares e culturas, tornando o esporte cada vez mais acolhedor para todas as pessoas.

https://www.uol.com.br/esporte/colunas/olhar-olimpico/2020/09/22/novo-ceo-do-rugbi-diz-qu e-feminismo-e-mal-a-ser-combatido.htm?fbclid=IwAR2-LjeZXg-UbuuC0D0Seq6zy1rvfqTC0 A1gd61gwAdv3JXNprHFvg2zv8E

Times que declaram apoio à nota:
Rugby XI Feminino
União Rugby Alphaville FEAOdonto Rugby USP Rugbulls EACH USP
Rugby FGV
Tamanduás Bandeira Rugby Rugby Feminino Belas Artes Rugby Feminino FMU
Rugby ESPM
Jaguatiricas Beach Rugby Rugby USP
UNB Rugby Clube
São Jorge Rugby
Rugby Feminino Cásper Leprechauns UFABC Rugby Império Lovelace Rugby Goianos Rugby Clube
Rugby FECAP – Scorpions Fofeca Rugby
RURC Rugby Unesp Rio Claro Demônios de Maxwell Rugby Lenks Rugby Clube
Rugby Anhembi Morumbi
San Diego Rugby Club
Rugby UFSCar
Belo Horizonte Rugby Clube Gurias do Rugby
Farma Rugby Feminino
Rugby pela Democracia
UFRJ Rugby
Tsunami Rugby
Halley Rugby
Guanabara RFC

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri