PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Furacão vira na altitude com Walter, quase magro

Juca Kfouri

15/09/2020 21h09

Na altitude de Cochabamba, o Furacão deu a sensação de que começou o jogo contra o Jorge Wilsterman de freio de mão puxado, para se poupar.

Como não combinou antes com os bolivianos, estes não quiseram nem saber e trataram de se impor, com muita intensidade e logo aos 10 minutos fez 1 a 0.

O Athletico não teve alternativa se não a de ir pra cima — e dane-se o desgaste.

Tanto tentou e criou que, aos 40', de pênalti, empatou, com Lucho González e até merecia ir para o intervalo na frente.

Só que ainda havia os 45 minutos finais a 2.560 metros de altura.

E o time sentiu o cansaço já no começo do segundo quando, logo aos 56', sofreu o 2 a 1, gol do brasileiro Serginho, bola trocada como linha de passe e a defesa só olhando, anestesiada.

Mesmo fazendo seu primeiro jogo em seis meses devido à pandemia, era evidente a superioridade física do JW.

Foi então que, aos 73', Christian partiu para a jogada individual, invadiu a área e empatou: 2 a 2.

Estava de bom tamanho.

Aos 81', Santos fez milagre para evitar o 3 a 2.

Aos 87', Serginho foi expulso e deixou o JW com dez, providencial para o desgaste paranaense.

O empate seguia sendo muito bom, mas dava até para especular com a virada, com 5 minutos de acréscimos.

E não é que Jonathan foi à linha de fundo e encontrou Walter, que acabara de entrar, 20 quilos mais magro, para virar? 3 a 2!

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri