PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

O último gol de Jorge Jesus em Renato Portaluppi

Juca Kfouri

07/08/2020 22h36

Jorge Jesus ligou e Everton Cebolinha voou.

Voou como a águia símbolo do Benfica.

Everton foi para Portugal achar seu lugar.

Renato Portaluppi reclamou como se nunca tivesse telefonado para nenhum jogador para contratá-lo.

Na verdade o treinador gaúcho passou recibo da sua enorme dor de cotovelo, daquelas que o autor do hino do Grêmio, o imortal Lupícinio Rodrigues, consagrou.

Depois dos dois vareios de bola dados pelo Flamengo na Libertadores passada, culminados com inesquecível 5 a 0 no Maracanã lotado, Renato apenas viu-se mais uma vez derrotado pelo português ao perder para ele seu melhor jogador.

Melhor teria feito se ficasse calado e se limitado a comemorar a vitória em mais um Gre-Nal.

Porque em boca fechada não entra mosquito.

Como defesa bem montada não sofre goleada.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri