PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

O cinismo de João Doria

Juca Kfouri

12/08/2020 00h52

O governador de São Paulo, João Agripino Doria, aqui chamado também de Joãozinho Nove, em alusão à chacina que matou nove jovens em Paraisópolis por sua PM, voltou a dizer que não tem tempo para receber os movimentos contra a violência policial no estado porque está cuidando da pandemia.

Não bastasse ser inverossímil que ele passe 21 horas de seu dia (sim, porque ele também diz que dorme apenas três horas por noite…) cuidando da Covid-19, a prova de sua cínica resposta é dada diariamente em suas redes sociais, como abaixo, quando o marqueteiro político recebeu o também marqueteiro presidente da CUFA, que veio do Rio de Janeiro e fez tábula rasa das mortes de jovens negros pela PM paulista.

Tempo para entrevistas também ele sempre tem, como ontem mesmo.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri