PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Empate preguiçoso entre Fluminense e Palmeiras

Juca Kfouri

12/08/2020 23h20

No empate do campeão paulista com o vice-campeão carioca quem perdeu foi o futebol, num clássico à brasileira, maçante, sem criatividade.

O Palmeiras, favorito, seu a sensação de achar que ganharia sem maiores problemas, saiu na frente com Luiz Adriano logo aos 14 minutos, e se acomodou.

O Fluminense perdeu Fred com lesão muscular, aos 32', substituído por Marcos Paulo, e ao perceber que o bicho não era nada feio, tratou de botar as manguinhas de fora e empatou, aos 39', com Evanilson.

Daí até os 15' do segundo tempo não aconteceu quase nada, quando Vanderlei Luxemburgo resolveu mexer e fez três trocas de uma vez: Patrick de Paula, Lucas Lima e Willian nos lugares de Gabriel Menino, Raphael Veiga e Rony.

Aos 23', Odair Hellmann pôs Paulo Henrique Ganso no lugar de Yago Felipe.

O jogo deu uma animadinha.

Aos 28', Ramires e Gustavo Scarpa nos lugares de Bruno Henrique e Zé Rafael.

Nenê, aborrecidíssimo, e Evanilson deram lugares a Luiz Henrique e Wellington Silva.

O Fluminense estava mais aceso e o Palmeiras seguia sem uma ideia de jogo digna do nome.

Com tamanha pobreza, o Alviverde não pode nem sonhar com título brasileiro, apesar do elenco milionário.

OK, vamos dar um desconto, pela ressaca da conquista do Paulistinha.

Mas que trate de ganhar do Goiás no sábado à noite, na casa verde.

Finalmente, aos 39', Lucas Lima pôs Luiz Adriano na cara de Muriel e o artilheiro desperdiçou.

Entre o 44º e o 45º minutos, houve um bizarro bate-rebate na intermediária do Flu, sem que a bola praticamente saísse do lugar, em típico lance varzeano.

Ai que preguiça!

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri