PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Plim!

Juca Kfouri

09/07/2020 13h26

POR LUIZ GUILHERME PIVA

Garotos, presos em casa – começaram a jogar pelo Whatsapp.

Dividiram-se dentro do grupo: seis para cada lado, três beques e três atacantes em cada time. Escreviam os lances. Como no xadrez por correspondência. Mas em alta velocidade e sem qualquer regra: cada um ia inventando e entrando, só não podia quebrar totalmente o nexo da jogada.

Fulano dá a bola pra Beltrano, Sicrano entra cortando e entrega para o, que dribla e prepara o chute mas vem o, que de carrinho joga pra lateral que o, rapidamente, bate e a bola vai pro, que chute forte e chegou uma hora que ninguém acompanhava mais nada, entravam todos ao mesmo tempo, e obviamente o gol não saía porque aparecia um pé salvador e o rebote era de quem escrevesse primeiro e azar de quem deixasse a bateria acabar, mas chegou a noite e a madrugada e a resistência foi caindo, um parou, outro parou, mais dois, e outros, até que Fulano viu que ficou sozinho, dominava e ninguém entrava, avançava e ninguém marcava, driblou todos e não levou falta, levantou a bola, fez embaixadas, voltou pro seu campo driblando, retornou quicando a bola na cabeça, deu caneta, lençol, ninguém reagia, era a hora de fazer o gol e deixar registrado, no dia seguinte estaria gravada a vitória e seu gol maravilhoso, que seria, que seria, como seria?, como é um gol maravilhoso inventado assim de improviso?, ficou fazendo embaixada e pensando, resolveu que jogaria a bola pro alto, mataria no peito e faria de bicicleta, e assim fez, e caprichou no levantamento, postou-se de costas e viu a bola subir, fazer a parábola curta e começar a descer até seu peito, daí seria só ajeitá-la na distância e na altura perfeitas para o arremate acrobático, já sentiu o pré-gozo e anteouviu a bola estufando a rede e escorrendo, era a glória virando estátua no texto do celular, mas sentiu, surpreso, vazio, que não teria graça, ninguém vendo, ele se aproveitando da ausência dos outros, ficou olhando a bola descer, quicar no chão, rolar devagar e parar num tufinho no canto, não havia graça em obter a glória obscura, sem os amigos pra assistir, aplaudir, pra ele sacanear, ainda mais sendo o perna de pau do futebol de verdade, ninguém nem ia levar aquilo a sério, olhou a bola sozinha, deixou-a parada, saiu do aplicativo, virou-se pra dormir – e já no torpor que mistura o nada do quarto com o multiverso do cérebro, e não sabendo mais onde estava, escutou o "plim!" e viu a tela brilhar como um canhão de luz no criado, abriu a mensagem, esfregou os olhos e leu o atacante do outro time:

– A bola sobrou na entrada da área, pega Sicrano, avança sozinho pro campo adversário, entra na área, atira e é gol! Gooooooool! Golaço! Golaço! No último segundo do jogo!

Levanta-se, indignado, vai entrar pra escrever mas logo o atacante insere:

– Fim de jogo! Um a zero!

E ainda arremata:

– Campeões do mundo!

Começa a responder enfurecido e vê a mensagem:

"Sicrano saiu do grupo".

__________________________________

Luiz Guilherme Piva publicou "Eram todos camisa dez" e "A vida pela bola" – ambos pela Editora Iluminuras

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri