PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Muriel e Marcos Mendonça, um século de leiteria

Juca Kfouri

09/07/2020 11h24

Por ROBERTO VIEIRA

O Flamengo esqueceu.

Aliás, até os tricolores andavam esquecidos.

Ingratos.

Há um século, Marcos Carneiro de Mendonça era batata.

Ou melhor, Batatais!

Intransponível.

O primeiro excepcional goleiro do futebol brasileiro.

Plena Gripe Espanhola.

Marcos treinava com uma bolinha de tênis em casa.

E a bola nunca vencia Marcos.

Nem a bolinha, nem o Flamengo, nem os uruguaios.

Ser goleiro no Fluminense virou sinônimo de paredão.

Algisto Lorenzato Domingos.

Castilho.

Veludo

Félix, tricampeão mundial.

Paulo Victor.

Marcos?

Um galã que foi até presidente nas Laranjeiras.

Sério e apaixonado.

Ontem, o Flamengo não lembrava.

Muitos tricolores idem.

Apenas Nelson Rodrigues e Marcos Mendonça sorriam na eternidade.

Estava escrito cem anos atrás.

Com letras garrafais.

Ao vencedor?

Marcos, Castilho, Muriel e Batatais…

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri