PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Messi na idade de Cristo

Juca Kfouri

24/06/2020 08h36

Por ROBERTO VIEIRA

Messi chega aos 33.

A famosa idade de Cristo.

Aos 33, Messi joga menos que Pelé aos 33.

Pelé que aos 33 assistiu uma Copa fora de campo.

Pelé que disse adeus às Copas aos 29.

Aos 33, Messi joga mais e fuma menos que Cruyff.

Cruyff que aos 33 só ganhava dinheiro.

Futebol era um estudo científico.

Cruyff que só jogou uma Copa.

Aos 27.

Mas 33 não significa crucificação.

Aos 33, Puskas e Di Stefano estavam no auge.

Voando pelo Real Madrid.

Ressuscitados para surpresa dos fiéis.

Aos 33, Fritz Walter sonhava ser campeão do mundo.

E foi.

Justamente aos 33 anos de idade.

Após matar e morrer na II Guerra Mundial.

Aos 33, Bobby Charlton ainda fazia gols no Manchester.

Embora poucos meses antes do seus 33 anos.

Tenha sido sacado no calor do México contra a Alemanha.

Velho e ofegante.

Charlton que se despediu ali do English Team.

Aos 33, Obdulio Varela curtia a Jules Rimet ganha pouco antes do seu aniversário.

Aos 33, Maradona era flagrado com efedrina.

Aos 33, Zidane carregou a França até sua cabeçada final.

Aos 33, Nilton Santos era campeão mundial.

Pela primeira vez.

Porém.

Aos 33, Messi sabe que não será mais campeão mundial.

Messi sabe que a história lembrará dele como um dos muitos Messi(a)s que vagaram sobre a Terra.

Messias que nunca subiram aos céus.

Embora a distância entre Qatar e Jerusalém seja menor que entre Recife e São Paulo.

Ou entre Rosario e Belém…

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri