PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

O marido sumiu

Juca Kfouri

18/05/2020 18h00

IDEIA PARA UM CONTO BORGIANO EM TEMPOS DE PANDEMIA

POR GILBERTO MARINGONI*

(Na verdade, mais para Black Mirror)

Personagem classe média, em home office, mulher e filhos pequenos, se tranca na dispensa com um laptop a fim de participar de uma série de reuniões durante o dia sem ser importunado.

A primeira prolonga-se além do tempo, ele entra na segunda pelo celular, a anterior termina, ele engata numa terceira enquanto a segunda perde-se numa espiral de relatórios e urgências inadiáveis, não sai para almoçar e nem para ir ao banheiro. A mulher, em férias forçadas, entretida com os filhos faz jantar para os pequenos, dá banho em cada um e dorme exausta com os dois, na cama.

Dia seguinte acorda tarde, vai até a dispensa, porta trancada, vozes variadas, ela imagina que o conge segue em nova rodada com o pessoal da matriz, ou com a equipe de vendas, cuida da casa, entretém-se com as crianças, faz almoço, janta, limpa cocô até que, oito da noite, decide voltar à dispensa, bate na porta, ouve vozes, busca a cópia da chave, não encontra, tenta arrombar inutilmente, grita, chora esperneia, não consegue chamar ninguém por força do isolamento e passa a noite em claro.

Dorme na manhã do terceiro dia, enquanto as crianças pintam e bordam pela sala, quartos e cozinha. Ninguém se machuca. Resolve chamar o cunhado, desconfia que o marido teve algum treco no meio do trabalho – covid não pode ser, não é tão rápido assim – e caiu em cima do computador. Chega cunhado com um pé de cabra e máscara, arromba a porta e não há ninguém no recinto. Olham por todo lado, ele não podia ter se jogado pela janela basculante – é muito pequena – e ficam sem saber o que fazer.

De repente, do fundo da tela do computador, Zoom ligado, ouvem um fio de voz ao longe:

– Ajuda!! Pelamordedeus! Me tirem daqui, rápido, vai acabar, vai acabar…

Puf! A bateria chega ao fim, a tela escurece, o computador desliga.

Nunca mais volta. Ninguém tem seu login e senha.

*Gilberto Maringoni é professor na Universidade Federal do ABC.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri