PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

O mau começo de Tiago Nunes

Juca Kfouri

07/01/2020 10h05

Considerar que o estilo de jogo de Ralf não serve para seu modelo de futebol não só é compreensível como é até elogiável.

De fato, o volantão corintiano é isso, um volantão, que desarma como poucos, mas não arma como muitos.

Ralf, no entanto, não é um botinudo.

Ao contrário.

Jamais foi expulso e raramente recebeu cartão amarelo, apesar de jogar na zona do campo em que tudo se resolve.

Ralf não é Jadson, ex-jogador em atividade.

Ralf é um dos maiores campeões da história corintiana, com oito títulos: três Paulistinhas, dois Brasileirões, uma Recopa Sul-Americana, uma Libertadores e um Mundial.

Aos 35 anos, não deveria ser tratado como foi por Tiago Nunes, exposto em público como ferro velho.

Ninguém quer benemerência.

Apenas respeito.

Ralf tem história no Corinthians. Das melhores.

Tiago Nunes começou mal a dele.

Muito mal.

Já da desmoralizada direção do clube não se espera nada melhor mesmo.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri