PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Era uma vez Cabeção

Juca Kfouri

07/01/2020 09h21

Por ROBERTO VIEIRA

Luiz Morais chorou.

De raiva.

O técnico Brandão sacou ele do time.

Mas como?

Gilmar era bom.

Mas Luiz era o titular.

Luiz enxugou as lágrimas e se foi.

Bangu.

Portuguesa de Desportos.

Selecionado Paulista.

Seleção brasileira.

Cruzou duas ou três vezes com Brandão.

Brandão que deixou no banco Gilmar.

Brandão que botou em campo Luiz Morais.

A torcida olhava tudo e aplaudia.

Luiz era sócio do Corinthians desde a infância.

Luiz era corintiano sem engano.

Luiz que trocou o negro pelo cinza.

Luiz que calçou luvas pela primeira vez no Brasil.

Luiz que um dia treinou o menino Walter Casagrande.

Jovem.

No mesmo velho Timão.

Luiz que entrou na história como Cabeção.

O maior goleiro corintiano do século XX.

Corintiano mesmo.

Daqueles tempos em que amor à camisa era pra toda vida.

E além…

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri