PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Pelé, a Bola de Prata e a verdade histórica

Juca Kfouri

08/12/2019 23h24

Nesta segunda-feira a ESPN fará a entrega da 50a. Bola de Prata, a mais tradicional premiação do futebol brasileiro, criada pela revista Placar por ideia do saudoso jornalista Michel Laurence, em 1970.

Então, o regulamento estabelecia que o Rei Pelé seria hors-concours.

Em 1970 ele recebeu sua Bola, mas, por problemas de agenda, não as recebeu em 1971/72/73 e 74, última vez em que participou do Campeonato Brasileiro.

Um dia as cobrou e, em 1981, recebeu troféu especial, a Bola de Ouro, simbolizando as quatro de Prata que não recebera, em almoço na Editora Abril.

Como o Rei gosta de se fazer de esquecido, voltou a querer outra bola e, em 2016, a ESPN Brasil resolveu fazer Sua vontade.

Tomara que ao completar 100 anos ele queira outra.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri