Topo

Histórico

Categorias

Delírio palmeirense e a realidade rubro-negra

Juca Kfouri

05/11/2019 23h55

Por ROBERTO SALIM*

"O querido Mengo iria perder pontos e mais pontos. Tropeçaria no Corinthians e daria início à segunda 'Arrancada Heroica' da saga esmeraldina através dos séculos. Os palmeirenses estavam elétricos, principalmente após a vitória sobre o Ceará, alcançada graças ao goleiro Weverton e aos caprichos do VAR"

Era uma vez dois amigos palmeirenses.

Alviverdes e sonhadores.

Antes da rodada de domingo e depois do empate no Serra Dourada contra o Goiás, acreditavam que o Flamengo iria rolar morro abaixo.

Como uma pedra que rolou na ribanceira da desilusão…

O querido Mengo iria perder pontos e mais pontos.

Tropeçaria no Corinthians e daria início à segunda "Arrancada Heroica" da saga esmeraldina através dos séculos.

Os palmeirenses estavam elétricos, principalmente após a vitória sobre o Ceará, alcançada graças ao goleiro Weverton e aos caprichos do VAR.

O diálogo que se segue é real e mostra como o futebol tem a capacidade de intoxicar os neurônios.

Alimentar a fantasia.

Leiam, é insanidade pura.

Futebolês legítimo:

AMIGO 1 – No Maracanã, o Corinthians vai ganhar de 2 a 0.

AMIGO 2 – Só dois?

AMIGO 1 – Talvez três, o Carille é um baita estrategista.

AMIGO 2 – Isso é mesmo.

AMIGO 1 – Mais: o Gabigol vai ser expulso!

AMIGO 2 – Não, o Gabigol nem joga, está suspenso.

AMIGO 1 – Melhor ainda.

AMIGO 2 – O técnico, o tal do Mister, nem vai a campo, porque brigou de manhã com um vascaíno numa padaria em Madureira e está detido no distrito.

AMIGO 1 – Boa, sem Jesus eu quero ver só.

AMIGO 2 – A diferença vai cair para cinco pontos depois da rodada deste domingo.

AMIGO 1 – Everton Ribeiro vai ser expulso no fim do jogo porque vai discutir feio com o Willian Arão.

AMIGO 2 – Vai ficar bom o negócio.

AMIGO 1 – E o Tribunal Esportivo vai tirar mais três pontos do Flamengo por ter sido beneficiado pelo VAR em jogos anteriores.

AMIGO 2 – Orra, meu, a diferença agora é só de dois pontos.

AMIGO 1 – Então o Palestra já é campeão. Bicampeão!

AMIGO 2 – Calma, não exagera: dois pontos ainda são dois pontos.

AMIGO 1 – Mas nós vamos jogar contra eles: e vamos ganhar.

AMIGO 2 – E o Santos também vai ganhar deles. Com o Sampaoli não há quem possa.

AMIGO 1 – Verdade. Agora já temos quatro pontos de vantagem.

AMIGO 2 – Desesperado, o Jesus vai embora a nado e vai fazer retiro na Ilha da Madeira.

AMIGO 1 – O Gabigol vai embora para a Itália.

AMIGO 2 – Everton Ribeiro vai jogar na Albânia.

AMIGO 1 – Então já podemos comemorar?

AMIGO 2 – Ainda não: o campeonato só termina com o apito de sua senhoria e após a última rodada.

AMIGO 1 – Isso! Está certo, sejamos comedidos.

AMIGO 2 – Ô, meu!.. E o tal do Bruno Henrique, nós não falamos dele?

AMIGO 1 – Esquece, esse é um pipoqueiro desde os tempos do Santos.

AMIGO 2 – Vai, Palestra!

AMIGO 1 – Vai!

*Publicado originalmente em ULTRAJANO.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri