Topo

Histórico

Categorias

Cruzeiro em maus lençóis e o Fator Mano Menezes

Juca Kfouri

30/11/2019 15h24

Por ALMIR MOURA*

Ao colocar reservas diante do Fluminense, Mano Menezes cometeu uma série de equívocos.

A começar, por não respeitar a luta pelo rebaixamento.

Nem mesmo, a disputa do seu próprio time pelo segundo lugar.

O que pode representar 1,6 milhões a menos de premiação.

Por tabela, desrespeitou Ceará.

CSA.

E o Cruzeiro.

Este último, clube no qual tem histórico de conquistas e iniciou o ano como treinador.

Para tempos depois, abandonar o barco em meio a temporada.

Em meio a tempestade.

Afundado na Zona de Rebaixamento.

Pra completar, na última rodada, teremos Cruzeiro x Palmeiras.

Cruzeiro x Mano Menezes.

Jogo que carrega um enorme simbolismo.

Partida que pode decretar o rebaixamento da Raposa pela primeira vez em sua gloriosa história.

Salários atrasados.

Clube em chamas.

Gestão catastrófica

Panelinha de jogadores.

Crise política

Uma série de fatores ajuda a explicar a atual situação do Cruzeiro.

E um eventual rebaixamento.

Entre muitos vilões, alguns nomes jamais serão esquecidos.

Ou perdoados.

Thiago Neves.

Itair Machado.

Entre outros.

Entre os quais:

Mano Menezes.

Ídolo por lá, até pouco tempo atrás, e com nome marcada na história do clube.

Que mesmo não sendo o maior culpado.

Pode vir a se tornar um dos personagens mais simbólicos de um eventual rebaixamento.

Caso resolva dar mais um "empurrãozinho" ao Cruzeiro rumo ao abismo.

Na derradeira rodada.

É, amigo torcedor cruzeirense!

Não tá nada fácil!

Nessa reta final, será o Cruzeiro contra tudo, e contra todos.

Contra o fogo amigo.

Adversários.

E o Fator Mano Menezes.

*Almir Moura é amigo do blog, baiano de Rodelas, apaixonado por futebol e professor universitário nas "horas vagas".

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri