Topo

Histórico

Categorias

Palmeiras se arrasta menos que o Botafogo e faz 1 a 0

Juca Kfouri

12/10/2019 22h53

O palmeirense, mesmo diante da expectativa de vitória quase certa diante do fragílimo Botafogo, foi em pequeno número ao Pacaembu.

Porque, é claro, está insatisfeito com o time.

E torcedor brasileiro é assim mesmo. Só vai na boa.

Mas, de fato, o primeiro tempo palmeirense não justificaria ter mais gente no estádio.

Porque tirante o gol surpreendente de Thiago Santos, em tabela com Gustavo Scarpa, aos 14 minutos, nada mais houve digno de nota, além de uma falta bem batida pelo mesmo Scarpa.

O Botafogo inexistiu e o Palmeiras não ficou atrás.

Um pesadelo no sábado à noite.

Para quem dá importância apenas ao resultado, bem, o Palmeiras fazia os três pontos obrigatórios e ficava a cinco do Flamengo e trataria de torcer para o Athletico, um dos poucos times capazes de tirar pontos do Flamengo, ainda mais em casa, como acontecerá neste domingo.

Com quatro derrotas e apenas uma vitória no returno, o Botafogo jogaria o segundo tempo em busca do milagre de empatar.

Mas a etapa final começou com o Palmeiras mais aceso e com Marcos Rocha fazendo Diego Cavalieri trabalhar e com um escorregão do médico alviverde ao atender Luan no gramado.

Como o Botafogo não incomodava, o Palmeiras se limitava a treinar sem maior compromisso.

Forçasse um pouco e o segundo gol sairia naturalmente.

Além de já chegar a São Paulo cheio de desfalques, o Botafogo ainda perdeu dois jogadores, João Paulo e Gilson, por lesão ainda antes do 15º minuto.

Yuri e Igor Cássio entraram.

Aos 24', Mano Menezes fez a reestreia de Henrique Dourado no lugar do apagado Deyverson.

O fim do jogo era a maior expectativa no Pacaembu quando o cronômetro marcava meia hora da etapa final.

Melhor em campo, Thiago Santos recebeu o terceiro cartão amarelo e nem que quisesse Mano Menezes teria como escalá-lo contra a Chape, no meio de semana, outra vez em casa. Felipe Melo estará de volta…

Zé Rafael saiu e Lucas Lima entrou aos 31'.

Comparar o que o de novo vice-líder joga com o futebol do líder é covardia.

Aos 33', Cavalieri evitou o segundo gol dos pés de Scarpa.

Estava claro que o gol no primeiro tempo fez mal ao jogo, porque o Palmeiras se acomodou, o que não justifica, mas explica o desempenho, outra vez, decepcionante.

Henrique Dourado furou uma cabeçada em passe de Dudu de dar dó.

Thiago Santos pediu para sair e Matheus Fernandes entrou aos 36'.

Desnecessário dizer que 1 a 0 sempre significa o risco de uma bola vadia botar tudo a perder, mas nem isso preocupava, porque, se em vez de Fernando Prass, o Palmeiras tivesse um poste em seu lugar daria no mesmo.

Menos aos 40', quando ele teve de sair nos pés de Luiz Fernando, em lançamento primoroso de Marcos Vinicius.

A resposta veio em seguida com Matheus Fernandes, obrigando nova defesa de Cavalieri.

O segundo gol até saiu, com Bruno Henrique, em linda jogada de Dudu, mas ele estava impedido.

Para ser justo, 2 a 0 era o mínimo que o Palmeiras mereceu, diante de 19.028 pagantes, o menor público do Verdão como mandante.

Aos 47', Cavalieri fez milagre ao evitar gol do tosco Dourado.

Sua avó faria o gol.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri