Topo

Histórico

Categorias

Felipe Melo e Montenegro: mais do mesmo sempre

Juca Kfouri

11/10/2019 17h00

É impressionante como certas figuras sobrevivem no futebol e como são recorrentes nas asneiras que fazem.

Felipe Melo, depois de levar seu nono cartão amarelo no Brasileirão e fazer gestos ofensivos para a torcida do Santos, está novamente às voltas com a justiça esportiva.

Que é frouxa, inoperante, política e para inglês ver.

Felipe Melo está no Palmeiras desde janeiro de 2017 e tudo que conseguiu foi um título brasileiro em 2018, sendo decisivo mesmo apenas para a instabilidade emocional do elenco.

Já Carlos Augusto Montenegro reaparece exatamente depois de o Botafogo conseguir sua primeira vitória, depois de quatro derrotas, no segundo turno e instala uma crise no clube, ao dizer uma montanha de bobagens sem pé nem cabeça sobre jogadores, treinadores e dirigentes do clube.

Não bastassem as previsões dele que depõem contra a credibilidade de seu Ibope, o cartola colabora para a intranquilidade do Botafogo.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri