Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Empate indigesto do Palmeiras

Juca Kfouri

06/10/2019 17h56

Deu tudo errado para o Palmeiras no primeiro tempo contra o Galo.

Dominou o jogo, não criou nenhuma chance clara de gol, viu Weverton operar três defesas difíceis e, para piorar, tomou, nos acréscimos, belo gol de Natan.

E saiu vaiado no intervalo, além de seis pontos atrás do Flamengo, só dois na frente do Santos, com quem jogará na quarta-feira, na Vila Belmiro.

O Flamengo receberá, na quinta, exatamente o Galo.

Reagiria no segundo tempo?

Como com 15 minutos seguia sem conseguir e nervoso, Mano Menezes tirou Lucas Lima e pôs Deyverson para fazer dupla com Borja.

Rodrigo Santana teve de responder com Maicon no lugar de Luan, machucado, aos 20'.

Gustavo Scarpa foi chamado para o lugar de Borja, aos 24'.

Di Santo deu lugar a Ricardo Oliveira, aos 25'.

Com três zagueiros, ônibus mineiro estacionado na frente da área, o Galo não tinha a bola, nem fazia questão de tê-la.

Depois de derrotas seguidas, o Galo virava zebra em preto e branco, ou em branco e preto, nunca se sabe.

O jogo parava a cada minuto e se alguém riscasse um fósforo a casa verde explodiria.

Mano Menezes conhecia sua primeira derrota no comando alviverde e, de fato, inesperada.

Rafael Veiga no jogo, aos 36', com saída de Felipe Melo.

O Palmeiras insistia na bola aérea, inutilmente.

Aos 37', enfim, a casa verde explodiu.

Com um golaço de Dudu, em tabela sensacional, pelo alto, com Scarpa: 1 a 1.

Dava para virar.

Mano, suspenso, mantinha sua invencibilidade, mas era pouco.

Dois cartões amarelos premiaram o elétrico.

Aos 42', Cleiton fez milagre em cabeçada de Vítor Hugo.

A pressão parecia insuportável e o Atlético parecia em vias de receber o nocaute.

Natan saiu, aos 44', Zé Welison entrou, diante de 32.659 torcedores.

O jogo iria até os 51, número que o palmeirense adora.

Mas o empate que atrapalha muito a vida palmeirense permaneceu no placar.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri