Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Guerreiro, Inter enfrentará o Furacão

Juca Kfouri

04/09/2019 23h21

O Inter tentou dar um pega ratão no Cruzeiro no primeiro minuto, tomou o contra-ataque e, se não é Marcelo Lomba, teria levado o 1 a 0 antes que o relógio marcasse 60 segundos do jogo que indicou o adversário do Athletico nas finais da Copa do Brasil.

Pedro Rocha, ex-Grêmio, ia fazer um golaço em pleno Beira-Rio com mais de 45 mil torcedores.

Promessa de grande espetáculo.

Com a faca entre os dentes, o Colorado não deixava o Cruzeiro respirar e Victor Cuesta quase marca aos 16', num chute violento e venenoso pela esquerda, de fora da área.

Os mineiros, com coragem, tentavam cadenciar o ritmo, mas as roubadas de bola se sucediam por parte dos gaúchos.

Aos 19', na cara do gol, Lindoso chutou fraco em cima de Fábio.

A resposta cruzeirense veio aos 33', com arremate de Thiago Neves que raspou a trave colorada.

O jogo era bom, sim senhor.

Aos 39', o gol.

Dedé errou passe interceptado por Nico López que achou D'Alessandro pela direita; o argentino foi ao fundo e cruzou na cabeça de Guerrero para fazer 1 a 0.

Tchau, tchau pênaltis.

O Cruzeiro teria de virar e Marquinhos Gabriel mandou um balaço para nova defesa de Lomba, aos 43'.

O Beira-Rio não cabia em si de contentamento depois de ter festejado a eliminação do rival em Curitiba.

Dedé sentiu lesão e Ariel Cabral veio disputar o segundo tempo, para complicar ainda mais a vida mineira.

Henrique foi para a zaga.

Até porque o Inter nem quis saber de garantir a vantagem mínima e seguiu como um torniquete em busca de ampliar.

Vendo a coisa cada vez mais feia, Rogério Ceni pôs Fred no jogo, no lugar de Pedro Rocha, que saiu chutando tudo, aos 15'.

Dez minutos depois, Nico López serviu Guerrero que matou no peito de cima e com o do pé fez 2 a 0, num golaço, daqueles de estufar a rede do rival.

Fatura liqüidada e Inter pronto para enfrentar o Athletico Paranaense nas duas próximas quartas-feiras.

O Inter buscará o bi na Copa do Brasil.

Amanhã serão sorteados os mandos.

Pensando bem, foi fácil para os comandados por Odair Hellmann.

Tão fácil que, aos 44', o novo Caçapava, o gigante Edenilson, fez o gol do 3 a 0 por cobertura, com Fábio entregue ao próprio azar.

(As fotos São de Ricardo Duarte, do sítio do Inter, o único dos clubes brasileiros que, como os dos grandes pelo mundo afora, as publica durante os jogos).

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri