Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Timão revela Jesus e faz dois gols com Love

Juca Kfouri

01/08/2019 23h21

O Corinthians teve uma atuação pragmática no primeiro tempo em Montevidéu.

Não correu nenhum risco montado na vantagem de 2 a 0.

Pragmatismo e chatice muitas vezes são sinônimos e eram mesmo até a metade da etapa inicial.

Daí em diante o ataque do Alvinegro funcionou e só não fez três gols porque o goleiro do Montevideo Wanderers fez uma defesaça em chute de Matheus Jesus, porque o mesmo Matheus Jesus mandou uma bola no travessão e porque Ramiro perdeu um gol incrível.

O 0 a 0 servia, mas era pouco.

As melhores notícias corintianas eram a atuação madura de Mateus Vital, em franca ascensão, e a ótima atuação do xará dele, com H, Jesus.

Nem bem começou o segundo tempo, Clayson lançou Ramiro, o gaúcho mandou na trave, e Love pegou o rebote para fazer 1 a 0, aos 47 minutos.

Era justo e os uruguaios precisariam fazer quatro gols.

Corinthians e Fluminense farão uma das quartas de final da Copa Sul-Americana.

Em seguida, porém, Bravo chutou de longe e Cássio, gelado, sem nenhuma defesa no primeiro tempo, tomou um frangaço: 1 a 1, aos 52'.

Cássio falhar em situações nem tão decisivas não é raro. Frangar é.

Curioso que, em Itaquera, quando o Timão não poderia sofrer gols, Cássio evitou um exatamente de Bravo.

Mas a superioridade corintiana era clara e quando o jogo chegou aos 60', Clayson fez outro lançamento para Ramiro, ele foi à linha de fundo e deu na cabeça de Love, livre, para fazer 2 a 1.

Então Fábio Carille sacou Jesus e pôs Urso.

Jesus por Urso e Love por Boselli, em seguida.

Poupados para o Dérbi de domingo, nem Manoel e nem Danilo Avelar estavam em campo. Pedrinho cumpriu suspensão.

Ramiro, que participou dos dois gols, deu lugar a Gustagol.

Enfim, o Corinthians viveu uma boa noite em Montevidéu: 4 a 1 no placar agregado.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri