Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Jogo chocho no Beira-Rio

Juca Kfouri

11/08/2019 12h53

Depois de um sábado de gala, o domingo não começou bem.

E não se pode atribuir ao calor da manhã porque a temperatura em Porto Alegre era de 14º quando Inter e Corinthians começaram a jogar no Beira-Rio.

E a jogar um primeiro tempo fraco.

O primeiro goleiro a aparecer foi Cássio, em chute de longe de Nonato, já aos 21 minutos de jogo.

Edenilson fazia muita falta ao Colorado que mesmo com D'Alessandro não criava nada, embora também não corresse risco algum, a não ser aos 41' , quando Júnior Urso se atrapalhou na cara do gol.

Cássio fez uma defesa e Marcelo Lomba nenhuma durante todo o primeiro tempo.

Jogava-se o 86º clássico entre ambos, com 31 vitórias paulistas, 32 empates e 23 triunfos gaúchos.

Pelo Brasileirão foram 23 vitórias alvinegras, outros tantos empates e 16 triunfos colorados.

O jogo que decidiu o Campeonato Brasileiro de 1976 e Copa do Brasil de 2009, anos em que o Inter foi bicampeão brasileiro e o Corinthians tri da Copa do Brasil, não honrava a rivalidade.

Daqueles jogos que quem fizesse um gol provavelmente venceria e o Inter estava menos longe, não mais perto, disso.

Como o segundo tempo também não atava nem desatava, aos 13', Odair Hellmann tirou Rithely e pôs Nico López no jogo.

A primeira participação de Nico López, numa triangulação entre D'Alessandro, Paolo Guerrero e ele quase resultou no gol do Inter.

Fabio Carille respondeu com Everaldo no lugar de Pedrinho, o que não pareceu a melhor troca.

Matheus Jesus no lugar de Sornoza e Wellington Silva no de Rafael Sóbis foram as novas mudanças, aos 29'.

Cinco minutos depois, Lomba fez sua primeira defesa em cobrança de falta de muito longe por Clayson.

Uma pobreza!

Ramiro foi para o jogo no lugar de Clayson e Nonato deu lugar a Sarrafiore.

O Inter queria ganhar e o Corinthians queria empatar.

36.166 pagantes viam um mau espetáculo no Dia dos Pais.

Guerrero e Sarrafiore se confundiram no segundo lance de gol do clássico, aos 40'.

O gol parecia uma impossibilidade.

E foi mesmo.

O primeiro jogo do domingo traiu o belo sábado de futebol no Brasileirão.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri