Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

City massacra Tottenham! E empata...

Juca Kfouri

17/08/2019 15h28

O belga Kevin De Bruyne, 28, deu mais um show de bola agora há pouco, no jogo entre Manchester City e Tottenham.

Só no primeiro deu o primeiro gol para Sterling, o segundo para Agüero, o terceiro para Gundogan, que o desperdiçou, e quase fez ele mesmo o terceiro gol, depois de comer dois zagueiros dentro da área e finalizar na rede pelo lado de fora.

E fez tudo isso com tal naturalidade que parece fácil.

De Bruyne jogando futebol lembra Roger Federer jogando tênis.

Uma exibição tão espetacular que a torcida que lotava o estádio do City deveria ter saído e comprado novo ingresso para o segundo tempo.

Atuação pelo lado direito do campo coadjuvada também com tal brilho pelo português Bernardo Silva que chega a ser injusto chamá-lo de coadjuvante.

O primeiro tempo terminou só 2 a 1 para o MC e o segundo começou a ser disputado no mesmo ritmo, um verdadeiro massacre que o placar não estampava.

Os visitantes acharam um gol no único arremate feito no jogo, pelo argentino Lamela.

Mas como futebol é futebol, aos 56 minutos, o brasileiro Lucas Moura entrou em campo, foi para área na cobrança de escanteio por Lamela e empatou o jogo em improvável cabeçada na frente de Walker.

Era a segunda finalização do time londrino, contra 19 dos anfitriões, nove no alvo.

O massacre continuou, com bola no travessão, defesas de Lloris,

Se bastaram 19 segundos para o Lucas Moura fazer um gol, Gabriel Jesus substituiu Agüero, aos 67', em busca de, ao menos, desempatar a partida, fosse quando fosse.

Agüero e Guardiola bateram boca na saída do argentino.

Aos 70', décimo escanteio para o MC, que cedeu apenas um.

Mas o 2 a 2 estava no placar, diante de mais de 54 mil torcedores.

Aí, aos 92', Jesus fez o 3 a 2, Guardiola e Agüero se abraçaram, mas o gol acabou anulado pela única intervenção do VAR, porque a bola bateu no braço de Laporte.

E o empate permaneceu, maldade com De Bruyne, com Pep Guardiola, com Gabriel Jesus, mas homenagem ao futebol, este jogo capaz de produzir resultados que nada têm a ver com o andamento da partida.

Foram 30 arremates contra três.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri