Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Jesus e as traves dão a vitória para o Brasil

Juca Kfouri

2002-07-20T19:23:22

02/07/2019 23h22

No primeiro chute brasileiro ao gol argentino, aos 19 minutos, Gabriel Jesus, livre à frente de Armani, fez Brasil 1, Argentina 0.

Antes, da intermediária, Paredes tirara lasca do travessão de Alisson.

Mas o gol brasileiro não pode ser descrito assim tão telegraficamente.

Porque foi fruto de uma jogada espetacular, com direito à caneta de Philippe Coutinho, chapéu de Daniel Alves, drible seco num zagueiro que ficou no chão, passe dele olhando prum lado e dando no outro para Firmino achar Jesus livre.

Um gol à brasileira, enfim!

Espetacular.

O jogo era mais brigado que jogado, em clima de Libertadores e com o Mineirão incandescente.

A impotência Argentina dava até pena.

Casemiro dava em Messi como se fosse El Clasico.

Aos 30', Agüero acertou, de cabeça, o travessão brasileiro, em cobrança de falta por Messi.

Aos 36', Messi deu uma bela comida em três brasileiros e Marquinhos salvou a pátria na finalização de Agüero.

A Argentina tentava jogar e o Brasil só se defendia, bem a cara de Tite.

Só aos 42', com Arthur, a Seleção deu seu segundo chute a gol.

Messi começava jogadas, mas não recebia nunca de volta.

A Argentina terminou melhor o primeiro tempo e para o segundo o Brasil voltou com Willian no lugar de Everton, apagado diante da dupla marcação que recebeu.

E a Argentina continuou melhor.

Estranhamente Willian, que entrou tão bem pela direita contra o Paraguai, jogava pela esquerda, lado em que Jesus se dá melhor.

Aos 10', em boa jogada de Daniel Alves e Gabriel Jesus, Philippe Coutinho mandou por cima o segundo gol.

A resposta veio no minuto seguinte, com Messi mandando outra bola na trave, fruto de má saída da defesa brasileira.

Alisson tem a sorte do bom goleiro…há nove jogos sem sofrer um gol sequer.

Di Maria chegou para o jogo aos 15', no lugar de Acuña.

Em seguida, Marquinhos pediu para sair e Miranda entrou em seu lugar.

Enfim, Willian foi para a direita.

A Argentina pressionava e Daniel Alves derrubou Messi na entrada da área, quase um pênalti para ele.

Alisson fez bela defesa!

Lo Celso no lugar de De Paul.

Definitivamente, a Seleção jogou até fazer o gol, e parou — diante de 52 mil pagantes.

Estados Unidos e Inglaterra deram espetáculo melhor.

Mas, aos 25', Gabriel Jesus arrancou, brigou, deixou Paredes e Otamendi para trás, deixou Foyth chão e devolveu o presente de Firmino que fez 2 a 0 sem dificuldades, embora tenha pegado mal na bola.

Aí, minutos depois, o tempo deu uma fechada e os argentinos ensaiaram que não perderiam sem criar caso.

O placar não refletia o jogo, mas o resultado não tinha nada de irregular.

Jesus se machucou e Allan o substituiu.

Dybala no lugar de Tagliafico, na base do tudo ou nada.

Willian também se machucou e não poderia ser substituído.

NOTAS:

Alisson teve sorte e fez bela defesa em cobrança de Messi, 8

Daniel Alves foi o melhor em campo, 9

Marquinhos tirou um gol de Agüero, 7,5

Thiago Silva jogou com a categoria se sempre, 7,5

Alex Sandro foi firme na marcação, 7

Casemiro duelou com Messi e se deu bem, 7

Arthur ainda não foi Arthur, 6

Philippe Coutinho mostrou mais sangue que bola, 6,5

Gabriel Jesus foi bem demais, com um gol e passe para outro, 8,5

Roberto Firmino também deu passe para um gol e marcou outro, mas só…6

Everton decepcionou, 5.

Miranda entrou e fez seu papel, 6

Allan também, 6

Willian acabou jogando pouco tempo, 5,5

Tite ainda não fez a Seleção jogar como queremos, 6

q

Diário Olé.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri