Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Golaço premia o Santos que foi ao Rio para vencer

Juca Kfouri

21/07/2019 12h51

Entre as qualidades do Santos de Jorge Sampaoli está a de jogar onde for do mesmo modo, em busca do gol.

Assim foi durante todo o primeiro tempo no Nilton Santos contra o cauteloso Botafogo de Eduardo Barroca, diante de 13.505 pagantes e 16.248 presentes.

Faltou alguém para botar a bola no gol e Uribe não tem se mostrado à altura, tanto que foi trocado no intervalo por Marinho.

Para azar santista, porém, logo no começo do segundo tempo, aos 4 minutos, houve a expulsão de Lucas Veríssimo, que obrigou a entrada de Victor Ferraz no lugar de Jean Mota.

Ainda antes do 10° minuto, Sampaoli fez a última substituição ao sacar Eduardo Sasha e colocar Felipe Jonatan.

O meia Alex Santana deu lugar ao centroavante Victor Rangel em busca do gol com um jogador a mais.

Rodrigo Pimpão também entrou e Luís Fernando saiu.

A incapacidade botafoguense em construir é impressionante.

Para piorar o lado carioca, aos 24', Gilson também foi expulso, por erro do assoprador de apito, e o jogo ficou 10 contra 10, com espaço para os paulistas se divertirem.

Então, Diego Souza saiu, trocado por Jonathan.

E, aos 30, Marinho fez um golaço, de fora da área, de esquerda, uma bomba, no ângulo de Gatito Fernandez: 1 a 0.

O Santos atingia o mesmo número de pontos do Palmeiras, 26, para dividir a liderança do Brasileirão e o seu objetivo de sempre: vencer.

O Botafogo levava o castigo de ter jogado durante 20 minutos com um a mais sem saber como explorar a vantagem.

No contra-ataque, Soteldo fez um salseiro na área depois de deixar dois zagueiros no chão, como se fosse Mané Garrincha pela esquerda, e Gatito evitou o 2 a 0, aos 35'.

Aos 39' o Santos perdeu outro gol, com Pituca, e começou a correr o risco de levar o empate naquela velha base de quem não faz faz, toma.

Seria injusto, mas quem disse que futebol é justo?

Felipe Jonatan também perdeu um gol incrível aos 45, sozinho na frente de Gatito.

Enfim, a justiça prevaleceu e o Santos venceu pela quinta vez seguida no Brasileirão e terá uma semana de descanso e treinamentos para enfrentar, na Vila, o lanterna Avaí.

Já o Palmeiras jogará na terça-feira na Argentina e no sábado receberá o Vasco.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri