Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Flamengo se classifica em grande jogo

Juca Kfouri

04/06/2019 23h23

O Corinthians fez um primeiro tempo surpreendente no Maracanã.

Marcou tão bem o Flamengo que impediu a prevalência do toque de bola rubro-negro e, de quebra, criou mais chances de gol, uma bola no travessão, inclusive, num tirambaço de Ralf.

Diego Alves trabalhava mais que Cássio, chamado apenas uma vez, em cabeçada de Everton Ribeiro, já no fim dos primeiros 45 minutos.

O que era improvável, a vitória alvinegra, pareceu bem possível no segundo tempo.

Claro que os paulistas teriam de ser ainda mais agressivos, o que poderia criar o espaço para o Flamengo, com mais jogadores decisivos, contragolpear.

Chovia forte no Rio quando o segundo tempo começou.

Como durante todo o jogo, o Flamengo seguia com mais posse de bola e o Corinthians era, ao menos, mais insinuante.

Logo aos 9 minutos, da marca do pênalti, Vagner Love completou bela troca de bolas do ataque alvinegro e Diego Alves fez ótima defesa.

Everton Ribeiro era o melhor jogador em campo, lúcido e perigoso, e Ralf, mais uma vez era um leão.

E foi Everton Ribeiro que botou a bola na cabeça de Bruno Henrique para mandá-la na trave, aos 14'.

O bom jogo merecia gols, pelo menos um para cada lado.

A bola na trave animou o Flamengo que pressionou por três minutos em busca do 1 a 0.

Como era de se prever, Fábio Carille chamou Gustagol para o jogo no lugar de Sornoza, aos 19'.

Ao faltarem 20 minutos o clássico ficou mais brigado que jogado e as jogadas perigosas rarearam, com os nervos prevalecendo.

Marcelo Sales chamou Vitinho e sacou Bruno Henrique, aos 30', num momento em que o Rubro-Negro suava sangue para manter o 0 a 0 que garantia a classificação.

Boselli, aos 32', no lugar de Júnior Urso, para o tudo ou nada do Alvinegro.

Mas o Flamengo dominava enquanto o Corinthians dava a sensação de estar esgotado.

Esgotado e persistente.

Qualquer resultado, o empate, inclusive, seria justo, e premiaria quem foi superior no primeiro jogo, o Flamengo.

William Arão saiu e Ronaldo entrou, aos 37'.

Aos 41', Everton Ribeiro botou a bola na área e o ex-são-paulino Rodrigo Caio fez 1 a 0.

A Nação enlouquecia no Maraca.

Na saída, Boselli chutou do meio de campo e a bola morreu no travessão.

Aos 47', foi a vez de Jadson acertar a trave carioca.

Sim, 1 a 1 seria mais justo.

O Flamengo está nas quartas de final da Copa do Brasil diante de 60 mil torcedores.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri