Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Sidão salva e Vasco empata com gol irregular

Juca Kfouri

2019-05-20T19:20:55

19/05/2019 20h55

O Avaí jogou o primeiro tempo em São Januário como se estivesse na Ressacada.

Só Sidão se salvou no Vasco.

Que viu o time catarinense criar três chances claras de gol, contra nenhuma do Cruzmaltino.

O veterano, e gordo, treinador Geninho, 71 anos, botava o antiquado, e elegante, Luxemburgo no bolso e, por duas vezes, bolas nos braços cruzmaltinos despertaram dúvidas que o VAR decidiu contra o Avaí.

Terminado o primeiro tempo a torcida vascaína vaiou alto e bom som.

Com toda razão.

O segundo tempo começou exatamente no mesmo diapasão do primeiro.

O Avaí mandando no jogo, que era ruim, muito ruim.

Não à toa, nem Vasco nem Avaí, na quinta rodada, tinham vencido até então.

Bruno César, 30, e Maxi Lopez, 35, eram duas nulidades, mas Luxemburgo preferiu, aos 11', botar Valdivia e Fellipe Bastos nos lugares de Marrony e Andrey.

Jairinho, ex-Bangu, substituiu Bruno César, aos 17', sob vaias e xingamentos.

O jogo estava duro, duríssimo de assistir.

Aos 19', Sidão, de novo, evitou o gol catarinense.

Pergunte o nome do goleiro do Avaí.

EU NÃO SEI!

(Sei sim, é Vladimir, ex-Santos, mas desnecessário no jogo até os 20 minutos do segundo tempo...).

Gegê deu lugar a Luan Pereira, no Avaí.

Getúlio substituiu Caio Paulista.

Brenner saiu e Daniel Amorim entrou.

O jogo parecia marchar inexoravelmente para o 0 a 0, ruim para os dois, pior para o Vasco, embora o Avaí jogasse melhor.

A possibilidade de gol parecia igual a achar petróleo na avenida Copacabana.

À medida que o tempo passava, a pelada ficava mais pornográfica.

Aos 32', enfim, Jairinho teve uma chance de gol para o Vasco, mas finalizou mal, para fora.

E, aos 36', Ricardo Graça, de cabeça, pôs o Vasco na frente em cruzamento de Rossi, em lance nascido de escanteio contestado, com razão, pelo Avaí, diante de 13.375 torcedores.

Eurico Miranda ressuscitava em São Januário com gol irregular no fim.

Aos 43', em rebote de milagre de Vladimir, Fellipe Bastos perdeu gol feito.

E a torcida gritava o nome de Sidão.

Time pequeno sofre até com VAR.

VARsco?

Mas o que é do homem o bicho não come e, aos 49', Daniel Amorim empatou, de cabeça, sem chances para Sidão.

Justo?

Não!

Justo seria o Avaí vencer.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri