Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Ufa! Deu Cruzeiro!

Juca Kfouri

2007-03-20T19:20:55

07/03/2019 20h55

Se não dava para cobrar desempenho do Flamengo na altitude boliviana, não deu, também, para cobrar do Cruzeiro, sob tempestade, em Buenos Aires, no primeiro tempo contra o Huracán.

El Palacio mais parecia La Piscina!

Mas dá para elogiar a atitude do time mineiro, na casa do rival, sem se intimidar nem com o adversário, nem com o campo pesado, repleto de poças.

Verdade que, aos 10 minutos, o assoprador de apito deixou de marcar um pênalti claro em Lucas Barrios, que teve a camisa puxada.

Rodriguinho, aos 29', fez 1 a 0 ao completar uma jogada de pé em pé entre Fred e Robinho, o autor do belo passe final.

Antes, aos 12', Robinho bateu escanteio que Rodriguinho desviou de cabeça e fez o goleiro fazer a defesa mais difícil do jogo.

Depois, aos 36', Cruzeiro ainda criou outra boa chance em contra-ataque, mas o último passe para Rodriguinho acabou interceptado.

O segundo tempo começou já sem chuva, o gramado sem as poças do primeiro e com o Huracán na pressão.

Aos 20' chovia novamente e o Cruzeiro catimbava, além de aceitar o domínio portenho.

Só Robinho levava algum perigo ao gol adversário, com bons lançamentos.

O Huracán era mais que ventania, embora não propriamente um furacão.

Lucas Romero saiu para Ariel Cabral jogar, aos 25'.

Murilo e Fábio aprontaram uma lambança e quase saiu o empate, evitado pelo zagueiro na linha fatal.

Com o Huracán na pressão e com chuva forte, o sistema de irrigação funcionou na área do time argentino e esfriou o clima.

Mano Menezes tirou Rodriguinho e pôs Fabricio Bruno, para fechar de vez, velha mania que alguns chamam de pragmatismo.

O zagueiro entrou sinalizando com todos os dedos da mão direita como seria o esquema da última linha defensiva.

O Palestra mineiro repetia hoje o Palestra paulista de ontem, preocupado apenas com o resultado, não com o futebol.

Rafinha fora, Marquinhos Gabriel dentro, aos 45'.

Aos 47', o empate, mas, em impedimento, não valeu.

Aos 49', Fábio salvou a pátria, duas vezes…

Aos 51', acabou!

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri