Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Itaquera viu um 0 a 0 de fazer gosto

Juca Kfouri

2010-03-20T19:18:02

10/03/2019 18h02

Algum 'Jênio' da administração da Arena Corinthians achou de fazer uma chuva de papel platinado na entrada dos times e, cobertas as linhas do gramado, obrigou a limpeza que atrasou começo do clássico em 11 minutos.

O autor da ideia deve receber uma condecoração: duas orelhas bem grandes!

O Corinthians começou melhor, bem melhor.

Marcando a saída de bola santista e agredindo a meta rival.

O corintianos jogavam no erro santista, não permitiam o toque de bola sampaolístico, e finalizavam sem parar, infernizando a defesa adversária.

Só aos 14 minutos, o Santos conseguiu atacar, mas Jean Mota chutou longe.

Via-se um jogo com velocidade pouco habitual em nosso futebol, mas, aos poucos, o Santos assumia mais a bola.

Clayson lembrava Romero no desarme, eficiente, e na armação, deficiente.

Mais uma vez o Corinthians jogava um jogo grande com o apetite que não mostra contra os pequenos, autêntico Robin Hood.

Sem espaços, o Santos revelava as deficiências técnicas de um elenco limitado.

Fábio Carille superava Jorge Sampaoli aos 30 minutos do clássico.

Curioso porque, sem nenhum lance agudo de gol, o jogo não permitia que se tirasse os olhos dele.

Com o Timão melhor, o primeiro tempo terminou 0 a 0.

O que Sampaoli faria para alterar o panorama no segundo tempo?

Voltou com Cueva e Rodrygo nos lugares de Alisson e Jean Lucas, porque de bobo o gringo não tem nada, para incomodar a defesa corintiana.

O peruano, por sinal, costumava se dar bem contra o Corinthians nos tempos de São Paulo.

E aos 9', Jean Mota fez Cássio se virar, no melhor lance de gol até então.

Rodrygo também fez em seguida e Carille trocou Pedrinho por Vagner Love, aos 19'.

No minuto seguinte, na primeira jogada de Love, Vanderlei teve de fazer sua primeira grande defesa.

O jogo era muito bom.

Sampaoli respondeu com Matheus Ribeiro no lugar de Carlos Sánchez, aos 24'.

Aos 30', Cássio saiu jogando mal com os pés e por pouco Cueva não abriu o placar.

Um erro seria fatal e, aos 43', Danilo Avelar o cometeu e quase saiu o gol praiano.

O empate ficou justo, embora o jogo merecesse gols.

Cássio trabalhou mais que Vanderlei.

Juca Kfouri: 0 a 0 em Corinthians x Santos não decepcionou

UOL Esporte

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri