Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

Veja como e o que escreve quem quer patrocinar o Palmeiras

Juca Kfouri

2017-12-20T18:10:00

17/12/2018 10h00

Leia a carta de Rubnei Quícoli, o homem que quer patrocinar o Palmeiras, e conclua se, independentemente do que diz da FAM, porque verdadeiro, trata-se de alguém confiável:

"Foi apresentado juntamente com a CARTA de INTENÇÃO a GARANTIA BANCÁRIA proveniente do HSBC HK.

A origem DOS RECURSOS quem tem que se preocupar são os órgãos controladores; BCB, COAF e outros se acaso forem acionados por esses.

O PATÉTICO presidente do Palmeiras é covarde por usar de seu cargo no clube que sou torcedor e amo, soltar informações que estão manchando a integridade da empresa e mostra nitidamente despreparo e totalmente duvidoso sua conduta em não querer reconhecer publicamente aos palmeirenses que sua opção ao atual patrocinador é parcial e de interesses.

Cabe lembrar aos palmeirenses que a FAM (faculdade das Américas) foi adquirida de forma ILÍCITA e o processo é público para todos saberem que podem ter problemas com esse patrocinador.

Não sou eu que estou denunciando e sim o MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO.

Cabe aos conselheiros deliberativos analisar o conteúdo do processo, pois há poucos dias os embargos apresentados foram indeferidos.

Vale ressaltar que o presidente reeleito em nenhum momento entrou em contato comigo e mais, o Palmeiras não notificou a BS sobre o interesse do patrocínio.

Cabe o COF analisar e jamais um patético dizer aos jornais "que vou fechar com a Crefisa e ponto final".

É importante esclarecer que estou defendendo a integridade da empresa que pela boca deste patético presidente levantou dúvidas dos recursos dos recursos do qual não entendi os motivos dele querer desqualificar uma empresa que está disposta a investir no clube que neste momento ele representa e tem dia de validade sua gestão… e sabemos que é um limitado".

NOTA DO BLOG:

E olhe que o futebol brasileiro já foi invadido por gente como o mafioso russo Bóris Berezowsky, e seu ator de negócios, Kia Joorabchian, na parceria Corinthians/MSI, de triste memória.

Incrível que Paulo Nobre, ex-presidente do Palmeiras, tenha se relacionado com Rubnei (Rubinei?) Quícoli a ponto de apresentá-lo à oposição.

Vade retro!

Sobre a Blackstar International Limited

POR GUSTAVO CHIMURE*

No dia 23 de novembro de 2018 a chapa de oposição nas eleições presidenciais da Sociedade Esportiva Palmeiras ("Palmeiras"), encabeçada por Genaro Marino[1], protocolou um documento para apresentar o interesse da Blackstar International Limited ("Blackstar") em patrocinar o Palmeiras[2] (o suposto documento pode ser lido na íntegra no seguinte link: https://br.onefootball.com/palmeiras-revela-oferta-de-patrocinio-maior-que-crefisa/). Segundo divulgado no Lance!, a proposta seria no valor de 25 milhões de dólares anuais, ou 97,25 milhões de reais de acordo ao câmbio do dia, para o período de 2019 a 2029[3]. Além do fixo anual, o Yahoo Notícias informa que o Palmeiras receberia outros 5 milhões de dólares anuais, acrescidos de 50 milhões de dólares como um fundo emergencial, totalizando aproximadamente 1,4 bilhão de reais até o término do contrato de patrocínio[4].

Considerando todo o cenário descrito acima, cabe antes de qualquer otimismo por parte da torcida palmeirense questionar: quem é a Blackstar?

De acordo noticiado, a Blackstar seria uma empresa do ramo de energia e bioenergia, com atuação em Hong Kong e no Oriente Médio[5]. Com base nesta informação, resolvemos conduzir uma "busca direcionada" no Google para obter mais detalhes sobre a atuação da Blackstar. Utilizamos o termo "Blackstar International Limited", que nos permite filtrar apenas o resultado de palavras nesta ordem.

Ressalte-se, não podemos garantir que os resultados abaixo não se referem a uma empresa com razão social homônima à Blackstar, de forma que também não pretendemos aqui extrair qualquer conclusão sobre a integridade da empresa ou suas intenções nas negociações com o Palmeiras.

Dito isso, em primeiro lugar não foi possível localizar qualquer website oficial da empresa. Conforme a Bloomberg, a empresa "Blackstar International Ltd" (Ltd em abreviação a Limited) seria sediada em Londres e atuaria no setor de "Consumer Discretionary", que seriam bens não essenciais a consumidores[6]. Encontramos, também, referência no CompanyCheck sobre a Blackstar International Limited, mencionando que se trata de uma empresa inglesa, constituída em 27 de fevereiro de 2008[7]. Entretanto, pelas informações apresentadas pelos noticiários brasileiros, tanto a área de atuação, como a localização da sede não parecem coincidir com a Blackstar que estaria disposta a investir no Palmeiras.

Prosseguindo o nosso exercício investigativo, o website HKG Business faz menção à Blackstar International Limited, informando que a empresa foi constituída em Hong Kong em 22 de janeiro de 2018[8]. Neste sentido, localizamos no Google uma planilha listando empresas recém constituídas ou que alteraram sua razão social recentemente e, na linha 304, consta a Blackstar International Limited com data de constituição em 22 de janeiro de 2018[9], coincidindo com o disposto no website HKG Business.

Além das duas Blackstar International Limited localizadas acima, identificamos também no diário oficial das Ilhas Virgens Britânicas menção à Blackstar International Limited como empresa que foi retirada do cadastro da junta comercial do país por não pagamento de taxas anuais[10]. A Blackstar International Limited registrada nas Ilhas Virgens Britânicas também consta no "Offshore leaks database", que cataloga informações de offshores mencionadas durante as investigações dos escândalos "Panama Papers", "Offshore Leaks", "Bahamas Leaks" e "Paradise Papers". Segundo o website, a Blackstar International Limited teria sido constituída em 29 de janeiro de 2013 e teria relação com o escritório de advocacia Mossack Fonseca. Ademais, a empresa teria como acionistas a Appleton Invest Capital Limited e a Palmeira Holdings Ltda Corporate, também registradas nas Ilhas Virgens Britânicas, e a 5MB Hong Kong Limited, sediada em Hong Kong[11]. Ao jogar o nome desta última empresa no Google sobre o termo "5MB HONG KONG LIMITED", obtivemos apenas 5 resultados a relacionando com a Blackstar International Limited e aos Panama Papers.

Estes foram os resultados sobre a Blackstar que pudemos identificar. Em complemento a este levantamento, a notícia tratada acima do Yahoo Notícia menciona que o documento de intenção de patrocínio teria sido encaminhado por Rubnei Quicoli, diretor financeiro da Blackstar[12]. Assim, da mesma forma que fizemos anteriormente, e sob as mesmas ressalvas de poder tratar-se de um homônimo, pesquisamos o nome "Rubnei Quicoli" no Google para ter mais informações sobre o diretor financeiro.

Segundo notícia da Veja de setembro de 2010, o Jornal Nacional apresentou reportagem sugerindo que Rubnei Quicoli teria ameaçado autoridades do governo em negociação envolvendo o grupo de Israel Guerra, BNDES e a empresa EDRB por meio de mensagens enviadas à Casa Civil enquanto atuava como consultor da Israel Guerra[13]. Matéria do O Globo traz mais detalhes sobre a reportagem do Jornal Nacional, detalhando quem teria sido alvo das ameaças de Rubnei Quicoli[14].

Ademais, outras mídias reportam que Rubnei Quicoli já foi condenado em duas oportunidades por interceptação de carga roubada e posse de moeda falsificada[15]. Por fim, Rubnei Quicoli é apontado como "pivô de escândalo" sobre acusação de tráfico de influência e cobrança de propina por pessoas ligadas à ex-ministra da Casa Civil[16].

Por tudo que observamos acima sobre a Blackstar e seu diretor financeiro, e feitas todas as ressalvas já apontadas, cabe ao Palmeiras avaliar as condições do patrocínio proposto e, acima de tudo, nos apresentar quem seria a Blackstar, que se propõe a pagar um patrocínio em valores muito acima do mercado brasileiro. Nosso exercício aqui encontrou algumas possibilidades, porém uma resposta concreta ainda fica pendente. Vale lembrar, por fim, que às vezes a pergunta é a própria resposta.

*Gustavo Chimure é advogado, formado pela FGV, e palmeirense.

** Texto publicado originalmente em medium.com

[1] Oposição oficializa chapa de Genaro Marino como candidato à presidência do Palmeiras. Fonte: <https://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/oposicao-oficializa-chapa-de-genaro-marino-como-candidato-a-presidencia-do-palmeiras.ghtml> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

[2] Crefisa espera Palmeiras rejeitar Blackstar para assinar renovação por três anos. Fonte: <https://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/crefisa-espera-palmeiras-rejeitar-blackstar-para-assinar-renovacao-por-tres-anos.ghtml> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

[3] Palmeiras se reúne com patrocinador que oferece quase R$ 1 bi até 2029. Fonte> <https://www.lance.com.br/palmeiras/reune-com-patrocinador-que-oferece-quase-ate-2029.html> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

[4] Oferta de rival da Crefisa ao Palmeiras bate nos R$ 1,4 bi, com 'luvas', reserva de emergência e cotas anuais. Fonte: <https://esportes.yahoo.com/noticias/oferta-de-rival-da-crefisa-ao-palmeiras-bate-nos-r-14-bi-com-luvas-reserva-de-emergencia-e-cotas-anuais-confira-090045956.html> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

[5] Crefisa espera Palmeiras rejeitar Blackstar para assinar renovação por três anos. Fonte: <https://globoesporte.globo.com/futebol/times/palmeiras/noticia/crefisa-espera-palmeiras-rejeitar-blackstar-para-assinar-renovacao-por-tres-anos.ghtml> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

[6] Fonte: <https://www.bloomberg.com/profiles/companies/0227468D:LN-blackstar-international-ltd> Acesso em 11 de dezembro de 2018

[7] Fonte: <https://companycheck.co.uk/company/06516403/BLACKSTAR-INTERNATIONAL-LIMITED/companies-house-data> Acesso em 11 de dezembro de 2018

[8] Fonte: <https://www.hkgbusiness.com/company/Blackstar-International-Limited> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

[9] Fonte: <http://www.cr.gov.hk/docs/wrpt/RNC063/wk_new&changednamecoys_20180122.xls> Acesso em 11 de dezembro de 2018

[10] The Virgin Islands Official Gazette. Fonte: <https://www.investigace.cz/wp-content/uploads/2017/03/PZ1_Ontera-Group-BVI.pdf> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

[11] Fonte: <https://offshoreleaks.icij.org/nodes/10155950> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

[12] Conforme nota de rodapé 04

[13] As "ameaças" de Quícoli. Fonte: <https://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/as-ameacas-de-quicoli/> Acesso em: 11 de dezembro de 2018

[14] "Empresário" fonte da Folha acabou de sair da cadeia. Fonte: <https://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/empresario-fonte-da-folha-acabou-de-sair-da-cadeia> Acesso em 11 de dezembro de 2018; e

Conheça a folha corrida do Rubnei, o novo herói do PiG (*). Fonte: <https://www.conversaafiada.com.br/pig/2010/09/17/conheca-a-folha-corrida-do-rubnei-o-novo-heroi-do-pig> Acesso em 11 de dezembro de 2018

[15] "Empresário" fonte da Folha acabou de sair da cadeia. Fonte: <https://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/empresario-fonte-da-folha-acabou-de-sair-da-cadeia> Acesso em 11 de dezembro de 2018; e

Conheça a folha corrida do Rubnei, o novo herói do PiG (*). Fonte: <https://www.conversaafiada.com.br/pig/2010/09/17/conheca-a-folha-corrida-do-rubnei-o-novo-heroi-do-pig> Acesso em 11 de dezembro de 2018

[16] Consultor diz que dinheiro pagaria 'dívidas de Dilma, Erenice e Costa'. Fonte: http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/09/consultor-diz-que-dinheiro-pagaria-dividas-de-dilma-erenice-e-costa.html Acesso em 11 de dezembro de 2018.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri