Blog do Juca Kfouri

O COAF e a (o) Bolsonaro

Juca Kfouri

Um relatório produzido pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) em desdobramento da Operação Lava Jato no Rio indica movimentação financeira atípica de um ex-assessor do deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSC), que é filho de Jair Bolsonaro e senador eleito.

A informação foi revelada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” nesta quinta-feira (6).

O ex-assessor parlamentar e policial militar Fabrício José Carlos de Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, de acordo com o relatório do órgão.

A reportagem do jornal afirma que uma das transações de Queiroz citadas no relatório do Coaf é um cheque de R$ 24 mil destinado à futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“Dentre eles constam como favorecidos a ex-secretária parlamentar e atual esposa de pessoa com foro por prerrogativa de função –Michelle de Paula Firmo Bolsonaro, no valor de R$ 24 mil”, diz trecho do documento citado por “O Estado de S. Paulo”.

NOTA DO BLOG: Esperar o que do COAF, sabidamente uma sigla dos “Comunistas Organizados A Faca”?