Blog do Juca Kfouri

Um grande clássico argentino

Juca Kfouri

Passei a tarde dividido entre os jogos do Real Madrid, da Juventus e do Manchester City pela Liga dos Campeões.

Dos três jogos, o resultado surpreendente aconteceu em Manchester, com a vitória do Lyon sobre o time de Pep Guardiola, por 2 a 1, num belíssimo jogo, porque o Manchester City, mesmo perdendo por 2 a 0, não se desesperou e seguiu jogando o seu jogo.

Até mereceu empatar, mas não deu.

Pois bem.

Acabo de ver Independiente x River Plate, pela Libertadores.

O jogo terminou 0 a 0.

Juro que não ficou devendo nada para nenhum dos jogos que vi da Liga dos Campeões.

O placar moral foi de, no mínimo, 3 a 3, meia dúzia de gols que ou a trave, ou os goleiros impediram, sendo que Armani, do River, fez uma defesa candidata a ser a melhor do ano.

O futebol argentino não é melhor que o brasileiro, é igual, e padece dos mesmos males.

Mas faz muito tempo que não vejo, aqui, um clássico disputado tão abertamente, sem passes para o lado, sem bolas recuadas, ao contrário, sempre em busca do gol.

Que não saiu, é verdade, porque o futebol é caprichoso.

Tomara que Boca Juniors e Cruzeiro repitam a dose.