Blog do Juca Kfouri

Bela manhã na Arena Grêmio

Juca Kfouri

Quatro gols, uma bola na trave, um pênalti não marcado, tudo só no primeiro tempo.

O que dizer de um jogo desses?

No mínimo, que o domingo começou bem no Brasileirão.

Claro que nem todos concordarão.

Renato Portaluppi, por exemplo, estava com caras de poucos amigos, provavelmente infeliz em ver que os apenas 33% de posse de bola do Ceará permitiram que o time abrisse o placar, aos 12 minutos, com Luiz Otávio, meio sem querer em bola que bateu em seu joelho, e fizesse 2 a 1 com o Arthur, aos 26′, em contra-ataque e rebote de Marcelo Grohe.

O maior volume de jogo do Grêmio não se traduzia em grandes oportunidades. capaz de produzir apenas dois gols de bola aérea, um do veterano zagueiro Geromel, aos 21′, e outro do jovem centro-avante Thonny Anderson, aos 45.

O primeiro em escanteio cobrado por Luan e o segundo em cruzamento perfeito de Léo Moura.

Luan, por sinal, era outro que não devia estar gostando do jogo, porque com a torcida pegando no pé, infeliz com sua atuação, com erro seu no segundo gol cearense e com a fama de baladeiro que angariou nos últimos tempos.

Se não bastasse, de fora da área, Cícero viu o goleiro Éverson fazer uma defesaça com bola molhada, o assoprador de apito não considerar como pênalti um bola no braço de Felipe Jonatan mandada por Luan e, ainda com 2 a 1, na tentativa de passe de Quixadá para Leandro Carvalho, uma bola na trave de Grohe.

Querer o que mais?

Pois teve.

O segundo tempo teve ainda mais Grêmio.

O Tricolor não deu sossego, apertou, criou, Éverson defendeu outro tirambaço, agora de Geromel, dois zagueiros cearenses salvaram no mesmo lance uma bola na linha fatal até que Luan, aos 23′, fez um golaço ao bater falta e as pazes com a torcida, que cantou seu nome.

Viva a manhã de gols, viva a noite!

Brilhava a estrela do técnico gremista que acabara de trocar Ramiro por Pepê, vítima da falta excepcionalmente bem batida por Luan, em seu primeiro gol neste Brasileirão.

Thaciano entrou em seguida no lugar de Thonny Anderson, enquanto Lisca mexeu três vezes ao tirar Leandro Carvalho, Quixadá e Edinho e botar Pedro Ken, Felipe Azevedo e Juninho.

Em desvantagem, o Ceará provava de seu veneno com os contra-ataques gaúchos, diante de 36.789 pagantes, 38.924 presentes, mesmo com chuva em Porto Alegre.

Maicon saiu cansado e Kaio o substituiu no fim de um jogo pra lá de bom de ser visto.

O Grêmio esteve perto do quarto gol em cabeçada de Geromel e em contra-ataque que Everton perdeu porque Éverson fez nova grande defesa.

O Grêmio está só a quatro pontos do São Paulo, embora o Inter possa botar cinco de vantagem hoje à tarde na Arena Corinthians.