Blog do Juca Kfouri

Estudiantes surpreendem os mestres da América

Juca Kfouri

O Grêmio começou como se previa o jogo no estádio Centenário de Quilmes, com menos gente do que o Estudiantes esperava: como campeão da América.

Mas, aos 7 minutos, André perdeu gol feito e no ataque seguinte os professores gaúchos foram surpreendido por um golaço dos jovem time argentino, numa bola muito bem colocada por Apalaoza.

Com o que eles cresceram e passaram a pressionar o Tricolor.

Daí, aos 38′, o zagueiro Campi subiu mais que a zaga brasileira, depois de escanteio que deveria ter sido pênalti cometido por Geromel, e ampliou: 2 a 0.

Era surpreendente, mas justo.

A situação teria ficado complicadíssima não fosse André ter desviado um escanteio pela esquerda, o goleiro Andújar ter rebatido e Kannemann cabeceado para diminuir, aos 43′: 2 a 1, com gol qualificado.

Tratava-se de o Grêmio se impor no segundo tempo, coisa que André quase conseguiu logo no começo.

Então o jogo ficou mais concentrado entre as intermediárias e Renato Portaluppi chamou Jael, aos 19′, no lugar de André, coisa que deveria ter feito desde o início do jogo, assim como errou ao escalar o jovem Pepê, que sentiu o jogo, em vez do experiente Marinho, já que o fundamental Éverton não estava em campo.

Sim, Renato também erra.

Aos 21′, Cícero desperdiçou o empate de maneira incrível, ao furar de esquerda na cara do gol.

Finalmente, aos 25′, Marinho substituiu Pepê.

Na primeira participação de Marinho ele cruzou da direita no segundo poste para Jael que cabeceou nas mãos do goleiro.

O empate parecia amadurecer, o que já seria um grande resultado dadas as circunstâncias.

Aos 31′, o Estudiantes ficou com dez jogadores, porque teve Zuqui expulso.

Para azar do Grêmio, Luan se machucou quase ao mesmo tempo e Douglas entrou em seu lugar, quando Jaílson se preparava para entrar.

Paulatinamente os brasileiros envolviam os argentinos que passaram a fazer cera, como habitual.

E conseguiram manter a vitória que nem mesmo eles esperavam.

No dia 28, novo encontro, agora em Porto Alegre.

Segue nas mãos dos mestres.

1 a 0 basta.