Blog do Juca Kfouri

Como é duro ser vascaíno

Juca Kfouri

O Vasco tem dois jogos a menos que seus concorrentes, o que alivia um pouco a sua situação.

Mas empatar com o Ceará em São Januário é grave para quem está mal, ainda fruto de um gol irregular, porque claramente Pikachu atrapalhava o campo de visão do goleiro cearense Everson.

O Vasco, só em comparação com os rivais cariocas, está muito atrás do Flamengo (17 pontos), que luta pelo Brasileirão e pela Copa do Brasil, além de ainda sobreviver, por aparelhos, na Libertadores.

Está três pontos atrás do Fluminense (tudo bem, potencialmente pode ultrapassá-lo), mas o Tricolor tem a Copa Sul-Americana para buscar, assim como o Botafogo, dois pontos à frente do Cruzmaltino.

Em resumo: Eurico Miranda, Roberto Dinamite e o traíra Alexandre Campello trouxeram o Vasco ao desespero em que se encontra.

Que a comunidade vascaína se lembre disso nas próximas eleições e deixe de ser obscurantista.

A segunda maior torcida do Rio, quinta do Brasil, não merece tanto sofrimento e há tanto tempo.