Topo
Blog do Juca Kfouri

Blog do Juca Kfouri

Categorias

Histórico

A Alemanha também cai

Juca Kfouri

2027-06-20T18:12:58

27/06/2018 12h58

Não sou capaz de filosofar em alemão.

Muito menos de pensar como um coreano.

Mas entendo a perplexidade germânica ao se encontrar com a correria asiática.

Eu sei o nome do goleiro alemão.

E não faço ideia do coreano.

Tudo bem, falha minha, pois deveria saber.

Até li que ele é muito bom e se chama Cho Hyun-Woo. Mas fui ver a escalação e apareceu H W Jo.

Mas eu sei o nome de Neuer não só por ele ser famoso, mas porque ele trabalhou pelo menos três vezes no primeiro tempo de Alemanha x Coreia do Sul, enquanto o arqueiro oriental não apareceu.

Até bater roupa o alemão bateu.

Realmente, o futebol mudou e os tetracampeões mundiais sofreram.

Nada demais, mas viram a vontade dos adversários superar a técnica deles durante 45 minutos.

Enquanto isso a Suécia espremia o México e, como contra a Alemanha, tinha um pênalti a seu favor não marcado nem pelo assoprador, nem pelo VAR, de Chicharito, que saiu jogando com o braço dentro da área mexicana.

Aos 39', quando os alemães tinham mais de 70% de posse de bola, mas pouco produziam, o goleiro apareceu sem maiores problemas.

Quando os segundos tempos começaram os dois 0 a 0 classificavam o México em primeiro lugar e a Alemanha.

Mas um gol sueco, ou coreano, eliminaria os atuais campeões mundiais na primeira fase, a exemplo do acontecido com a França, em 2002, a Itália, em 2010, e com a Espanha, em 2014, na chamada maldição dos campeões.

Ou como com o Brasil, em 1966…

Os alemães começaram o segundo tempo mandando bola no travessão, dispostos a se impor.

Até porque a Suécia abriu o placar contra o México.

A Alemanha precisava vencer.

Son, capitão coreano, simulou pênalti como Neymar e levou o amarelo.

E a Suécia, de pênalti ampliava.

E fazia 3 a 0, com gol contra mexicano.

Os coreanos perdiam contra-ataques em profusão, mas estacionavam não um, mas dois ônibus, um dentro e outro fora de sua área.

A Alemanha mandava no jogo, mas perigo pouco levava.

Tínhamos 85 minutos!

Em 1966 a Coreia do Norte eliminou a Itália.

A do Sul, 52 anos depois, eliminava a Alemanha e Mário Gomes perdia, de cabeça, aos 86, um gol feito.

Então, Kim, fez o gol.

Para a Coreia do Sul!!!

Neuer foi para o ataque e no contra-ataque Son fez 2 a 0.

Senhoras e senhores, a Alemanha está eliminada da Copa do Mundo.

Maldição dos campeões ou de algum brasileiro depois do 7 a 1?

Ninguém mais pode ser penta como o Brasil que, se vencer a Sérvia, terá o México pela frente.

Que vergonha, Alemanha!

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999. Atualmente está também na ESPN-Brasil. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Mais Blog do Juca Kfouri