PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

Blog do Juca Kfouri

Verdão engata a segunda

Conteúdo exclusivo para assinantes

Juca Kfouri

24/09/2017 17h50

Na escalada planejada por Cuca, o Palmeiras ultrapassou o segundo obstáculo.

Depois de, em casa, deixar para trás o Coritiba, hoje foi a vez de superar, no Maracanã, o Fluminense, que ficou a três pontos da ZR.

Ao tomar a iniciativa desde o começo do jogo, no fim do primeiro tempo o Verdão abriu o placar com uma pintura de gol de autoria de Egídio, de três dedos e de fora da área.


Prêmio para quem foi mais perigoso e deu muito mais trabalho para a defesa tricolor do que sua defesa teve com o ataque carioca.

Preocupado em sair da situação incômoda na tabela, o Flu partiu para cima nos 45 minutos finais e o time paulista, maduro, passou a jogar como mais gosta, com bolas compridas.

Numa dessas, logo aos 8 minutos, Moisés acertou a trave tricolor.

Quando o segundo tempo chegou aos 15, o Alviverde estava muito mais perto do gol que o adversário.

Aos 17, porém, Douglas chutou com perigo e Fernando Prass interveio.

Sobrava espaço no gramado e o jogo era agradável de ver.


Abel Braga vendo a coisa feia, chamou logo dois jogadores de uma vez: Marlon Freitas e Wellington Silva entraram para saída de Orejuela e de Robinho, aos 18.

Cuca respondeu com Thiago Santos e Roger Guedes, nos lugares de Jean e Deyverson, aos 26.

Em busca de sangue e, principalmente, pulmões novos, o Flu, desgastado pela viagem a Quito, botou Sornoza e sacou Douglas, diante de apenas 13 mil torcedores.

Aos 38, o goleiro Júlio César evitou que o Palmeiras liquidasse o jogo em contra-ataque.

Borja entrou e Willian saiu, aos 40.

O Palmeiras segue em quarto lugar fiel ao que planejou.

Os quatro próximos obstáculos no projeto de Cuca incluem o Santos e o Bahia, em São Paulo, o Atlético Goianiense, fora, e a Ponte Preta, também na casa verde.

Depois, o Grêmio, em Porto Alegre.

Mas aí já serão outros 500.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri