PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Categorias

O futebol de aviões

Juca Kfouri

29/11/2016 09h55

Por ROBERTO VIEIRA

Não existiria futebol moderno sem aviões.

A primeira Copa do Mundo foi disputada de barco – assim como a segunda e a terceira.

A quarta já tinha aviões.

A Inglaterra chegou pelo ares ao Brasil.

Mas a Itália veio pelo Atlântico.

Porque a Itália acabara de conhecer os perigos da aviação.

O supertime do Torino desaparecendo em Superga.

Foi a primeira vez que os aviões decidiram uma Copa do Mundo.

A Itália veio desgovernada para a Copa de 50.

Foi desclassificada pela Suécia.

E deixou de conquistar a Jules Rimet em definitivo.

Quase dez anos depois.

Os aviões quase aniquilam o Manchester United.

Jóia da Coroa inglesa saída da II Guerra Mundial.

Duncan Edwards e Tommy Taylor se vão.

Bobby Charlton se salva por milagre.

A Inglaterra chega capenga na Copa de 58.

Empata com o Brasil sem Pelé e Garrincha.

Brasil que ela goleara em 1956.

Atrasa seu projeto de ser campeã mundial até 1966 – com Charlton.

Em 1987, chegou a vez do Alianza de Lima.

O time desparece no mar de Ventanilla.

Para sempre.

E os aviões voltaram a assombrar na noite da Chapecoense.

Porque não existiria futebol moderno sem aviões.

Pelé e Messi passaram mais tempo neles que dentro de campo.

Porém, Gérson, Berman e Bergkamp não eram loucos afinal.

Tudo que é sólido corre o risco de desmanchar no ar…

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri