PUBLICIDADE
Topo

Blog do Juca Kfouri

Pobre torcedor brasileiro

Conteúdo exclusivo para assinantes

Juca Kfouri

07/01/2016 06h00

No ano passado, os dois melhores jogadores do Brasileirão 2014, do bicampeão Cruzeiro, Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart, foram vendidos para os incipientes centros do futebol árabe e chinês.

  
 Neste ano a história se repete e o campeão brasileiro está perdendo os dois melhores do campeonato, Renato Augusto e Jadson.

   
Nenhum dos quatro é craque, nada que se possa comparar com Neymar.

Mas eram o que havia de melhor por aqui, todos com passagens pela Seleção Brasileira, que de antigo sonho dos jogadores, passou a ser descartável.

Até mesmo o sonho de jogar na Europa virou secundário.

Fazer fortuna é a prioridade, mesmo que sacrifique uma carreira mais gloriosa.

Criticá-los por isso seria o mais fácil para quem não tem a opção de garantir o futuro de, pelo menos, duas gerações.

Quem padece é o torcedor nacional, impossibilitado de ver seus times virarem grandes, inesquecíveis esquadrões.

E os técnicos, obrigados a remontar equipes a cada temporada.

Os cruzeirenses, ao menos, curtiram duas temporadas. Os corintianos nem isso.

As causas são muitas e é inegável que a pujança econômica e a força das moedas dos países compradores têm peso decisivo.

Mas que a estrutura carcomida de nosso futebol é fartamente responsável pelo êxodo também é indiscutível.

E olhe que nossos cartolas, em regra, fazem fortunas pessoais que garantem as novas gerações de seus descendentes.

Verdade que alguns acabam enrolados pelo FBI.

Mas ainda são exceções.

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/jucakfouri/

Blog do Juca Kfouri