Topo

Histórico

Categorias

Exclusivo: como Neymar viu a catástrofe

Juca Kfouri

09/07/2014 18h00

Neymar viu o jogo em casa, com a família e um grupo de amigos, os "parças", como ele chama.

Dona Nadine, a mãe de Neymar, não suportou e chorou.

Mas nem ele nem Neymar pai choraram.

Todos que estavam na casa revelavam o mesmo espanto, incredulidade e revolta que tomou conta do torcedor brasileiro.

Neymar xingou muito, falou muitos palavrões e parecia não acreditar no que via.

Também demonstrou várias vezes sentir pena dos companheiros.

Toda hora falava "coitado do David, como esse moleque vai sofrer!".

Quando a Alemanha fez o sétimo gol, aos 34 minutos, desligou a TV e disse:

– Foda-se, não quero mais ver essa porra! Vamos jogar poker.

E foi com os amigos para outro ambiente estrear a mesa, como o UOL Esporte noticiou, entregue em sua casa no dia seguinte ao jogo contra a Colômbia.

Sobre o Autor

Juca Kfouri é formado em Ciências Sociais pela USP. Diretor das revistas Placar (de 1979 a 1995) e da Playboy (1991 a 1994). Comentarista esportivo do SBT (de 1984 a 1987) e da Rede Globo (de 1988 a 1994). Participou do programa Cartão Verde, da Rede Cultura, entre 1995 e 2000 e apresentou o Bola na Rede, na RedeTV, entre 2000 e 2002. Voltou ao Cartão Verde em 2003, onde ficou até 2005. Apresentou o programa de entrevistas na rede CNT, Juca Kfouri ao vivo, entre 1996 e 1999 e foi colaborador da ESPN-Brasil entre 2005 e 2019. Colunista de futebol de “O Globo” entre 1989 e 1991 e apresentador, de 2000 até 2010, do programa CBN EC, na rede CBN de rádio. Foi colunista da Folha de S.Paulo entre 1995 e 1999, quando foi para o diário Lance!, onde ficou até voltar, em 2005, para a Folha, onde permanece com sua coluna três vezes por semana. Apresenta, também, o programa Entre Vistas, na TVT, desde janeiro de 2018.

Colunas na Folha: https://blogdojuca.uol.com.br/lista-colunas-na-folha/

Blog do Juca Kfouri